Huambo: Governador incentiva aplicação da “tolerância zero” aos ilícitos

Huambo: GOVERNADOR DO HUAMBO, JOÃO BAPTISTA KUSSUMUA, DURANTE O CULTO (Foto: EDILSON DOMINGOS)

O governador da província do Huambo, João Baptista Kussumua, incentivou neste sábado, a aplicação da “tolerância zero” aos actos ilícitos, para edificação de uma sociedade pacífica e de valores cívicos, éticos e morais.

Falando no culto ecuménico, promovido pelo Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA), o responsável disse ser fundamental a aplicação, de forma conjunta, da tolerância zero em todas as acções que concorrem para a desordem pública.

Citou, a título de exemplo, o desrespeito a vida humana, a cobiça a propriedade alheia, bem como a delinquência juvenil e a violência doméstica, que devem ser denunciadas e combatidas, pois é necessário que as famílias trabalhem e vivam em paz, visando o desenvolvimento da província.

Por esta razão, o governador sublinhou a necessidade da união de esforços para educação cívica e ética da população, fazendo com que a mesma possa compreender as suas responsabilidades.

João Baptista Kussumua referiu também que a crise humanitária actual exige uma reflexão profunda sobre o tecido social angolano e, da mesma forma, do papel da igreja na edificação progressiva de uma sociedade mais justa e fraternal, onde cada um possa fazer a sua parte em prol do bem-estar comum.

Lembrou que o Estado angolano reconheceu, desde sempre, a actividade da igreja tanto no domínio do alimento espiritual, como na assistência expressa nas atitudes voluntárias, sob o signo da solidariedade ao próximo, com realce para os mais necessitados. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA