Huambo: Encontro do governador com comunidade académica domina noticiário

Huambo: Encontro do governador com a comunidade académica (Foto: EDILSON DOMINGOS)

O encontro que o governador do Huambo, João Baptista Kussumua, manteve com a comunidade académica da província, dominou o noticiário durante a semana finda.

No evento, decorrido do Pavilhão Osvaldo Serra Van-dúnen, o governador instou os professores e estudantes universitários a ser agentes transformadores e promotores do desenvolvimento social e económico.

Afirmou que é necessário que os universitários (estudantes e professores) assumam o papel de agentes de desenvolvimento, ajudando a sociedade a corresponder aos desafios dos tempos e as exigências do progresso.

Disse que as instituições de ensino superior têm uma responsabilidade social de ter a capacidade de compreender e transformar a sociedade que lhe atribui funções e define os seus objectivos.

As mesmas, referiu o governador, constituem fonte de renovação e transformação de ideias e oportunidades, animadas pelo sentido de justiça, amor, verdade, solidariedade e profundo empenho da materialização da cidadania.

Outro assunto de realce tem a ver como o facto de cento e 69 militares do exército terem concluído o 19º curso de condutores auto e blindado, assim como o primeiro período de instrução auto do terceiro curso de condutores mecânicos de carros blindados, que duraram nove meses.

As formações decorreram na escola de condutores auto e blindado do Exército, nos arredores da vila da comuna da Chipipa, a 20 quilómetros da cidade do Huambo. Inicialmente, estavam inscritos 249 militares, incluindo alguns polícias.

Além destes 169, também concluíram a formação oito militares provenientes de diferentes unidades das Forças Armadas Angolanas, que realizaram exames extraordinários.

Durante a formação, estes novos condutores das Forças Armadas e da Polícia Nacional aprenderam a legislação e código de estrada, exploração mecânica auto, prevenção e segurança rodoviária, condução auto, armamento e tiro de infantaria, serviço interno de unidade, topografia militar, continência e honras militares, educação moral e cívica.

Durante a cerimónia de encerramento, o comandante da Região Militar Centro, tenente-general Eugénio Figueiredo, afirmou que a escola de condutores auto e blindado é extremamente vital para as Forças Armadas Angolanas, principalmente o ramo do exército, tendo em conta a continuidade do processo de reedificação e modernização.

Fez igualmente manchete a Feira de Saúde promovida pelo Colégio Twapandula, durante a qual a 500 citadinos beneficiaram de consultas gratuitas de prevenção de doenças cardiovasculares.

Em declarações à Angop, o coordenador da actividade, Tessis Ventura, informou que foram realizadas medições de pressão arterial, de massa corporal, avaliação de perímetro abdominal e glicemia, visando a prevenção das doenças do fórum cardiovascular.

Durante a semana, o Comité provincial da Mulher Sindicalizada anunciou o projecto de mobilização dos trabalhadores domésticos, com objectivo de congrega-los em sindicato na província.

O facto foi dado a conhecer pela coordenadora local da organização sindical feminina, Elizabeth Kuteñgala Kahombo, tendo referido que a intenção da criação do organismo visa salvaguardar os interesses das partes nas relações jurídicas domésticas.

Referiu que estas relações têm registado momentos conturbados entre os intervenientes (Empregadores e trabalhadores), apontando como principal causa, a falta de conhecimento dos instrumentos legais que regem a actividade laboral.

Disse que as acções estão a cingir-se na divulgação e esclarecimento das vantagens do decreto 155/16, sobre o regimento do trabalho e a prestação social do trabalhador doméstico, publicado a 09 de Agosto.

Não menos importante foi a realização da IV jornadas científicas do Hospital Central do Huambo, durante a qual cinquenta e quatro trabalhos sobre aspectos clínicos, cirúrgicos e de saúde estiveram em discussão.

Os participantes, entre médicos, enfermeiros, técnicos terapeutas das distintas unidades hospitalares da província do Huambo e estudantes de cursos de saúde, analisaram ainda os riscos cirúrgicos em anestesia, morbilidade cirúrgicas em ortopedia e a morbi- mortalidade fetal relacionado ao parto pélvico na maternidade do hospital central.

A morbi-mortalidade por rotura uterina na maternidade do hospital central, caracterização do aborto induzido no serviço de ginecobstetrícia, prevalência do VIH em puérperas adolescentes assistidas na maternidade do Huambo, a dor associada ao uso de quimiotépico no tratamento do câncer, as desigualdades na saúde na era da globalização, e as características clínicas e epidemiológicas das cardiopatias congénitas no hospital central constaram igualmente do programa das jornadas.

A informação segundo a qual a negligência no cumprimento dos bons hábitos de saúde, como a medição frequente da tensão arterial, alimentação saudável e a prática de actividades físicas, têm aumentado a magnitude e os níveis de afectação das doenças do coração, evoluindo-se tendencialmente num problema de saúde pública, foi outro assunto de realce.

A afirmação é do director clinico do Hospital Central do Huambo, Fernando de Almeida, em declarações à Angop, a propósito do Dia Mundial do Coração, realçando que as doenças do coração, entre elas os infartos, cardiomiopatias, periocardites, já constam entre as principais causas de mortalidade no mundo.

Mostrou-se preocupado com o facto de ser frequente o registo das doenças cardiovasculares na população jovem, sobretudo crianças e adolescentes, com indicies muito elevados. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA