Ler Agora:
Há 2.800 anos um homem foi enterrado embrulhado em folhas de maconha
Artigo completo 1 minutos de leitura

Há 2.800 anos um homem foi enterrado embrulhado em folhas de maconha

Um homem de mais ou menos 35 anos morre. Prepara-se, então, um funeral. Deitam ele em uma cama de madeira, apoiam sua cabeça sobre um travesseiro vermelho e, por fim, cobrem seu corpo com plantas de maconha. A cena rolou na China há cerca de 2.800 anos.

É o que estão afirmando pesquisadores de um trabalho que uniu universidades chinesas e americanas. O estudo analisou o cemitério de Jiayi, em Turpan (cidade no Oeste da China) – acredita-se que o local foi usado pelo Reino Gushi há cerca de 3 mil anos atrás. 240 tumbas foram examinadas e, em uma delas, encontraram restos mortais de um homem junto a mudas de maconha.

Especula-se que a planta fosse usada como uma espécie de manta para cobrir os corpos. Treze mudas de quase um metro de comprimento foram encontradas na recém-descoberta tumba – todas dispostas diagonalmente sobre o corpo, como se quisessem embrulhá-lo.

O estudo aponta que ancestrais chineses usavam a planta tanto para usos medicinais quanto em rituais religiosos e que havia uma produção local de cannabis na cidade. (Yahoo)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »