Georges Chikoti na Cimeira da CPLP

Georges Rebelo Pinto Chikoti - Ministro das Relações Exteriores. (Foto: Rosário dos Santos)

O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, seguiu ao princípio da tarde de hoje, sexta-feira, para Brasília, a fim de participar, segunda-feira, 31, na 21ª Sessão Ordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Em declarações à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o governante disse que o encontro, que reúne os ministros dos Negócios Estrangeiros e das Relações Exteriores dos países membros da CPLP, antecede a XI Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade, que acontece terça-feira, dia 01 de Novembro.

De acordo com Georges Chikoti, consta da agenda dos Chefes de Estado e de Governo a avaliação de algumas propostas de países candidatos a membros observadores da comunidade.

Revelou que têm sido mantidos contactos junto da diplomacia brasileira, com vista a adequar ou melhorar os acordos e protocolos assinados com a república Federativa do Brasil, tendo em conta algumas medidas que o actual governo tem estado a tomar.

Lembrou que a Cimeira acontece no ano em que a organização comemora 20 anos de existência, tendo como ponto principal da agenda a aprovação da nova visão estratégica, que define as orientações para a CPLP na próxima década.

A anteceder o conselho teve lugar, quarta-feira e quinta-feira, a reunião dos Pontos Focais da Cooperação entre os países membros, órgão que congrega as unidades responsáveis pela coordenação da cooperação no âmbito da CPLP, a quem compete assessorar os demais órgãos em todos os assuntos relativos à cooperação para o desenvolvimento no âmbito da Comunidade.

Durante esta 33ª sessão do órgão, que terminou quinta-feira, foram discutidos matérias sobre o reforço da cooperação no âmbito sectorial, tais como relações exteriores e internacionais, interior ou ordem interna, justiça e direitos humanos, educação, cultura, comércio, telecomunicações e outras.

Sábado terá lugar a reunião do Comité de Concertação Permanente, órgão responsável pelo acompanhamento do cumprimento, pelo Secretariado Executivo, das decisões e recomendações emanadas dos outros órgãos da CPLP.

Também incumbe-lhe coordenar as actividades da organização, supervisionar o funcionamento e o seu desenvolvimento, definir, adoptar e implementar as políticas e os programas de acção da CPLP e aprovar o seu orçamento.

A CPLP, criada a 17 de Julho de 1996 em Lisboa, é composta por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, S. Tomé e Príncipe e Timor Leste. (Angop)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA