Galp, JM e EDP Renováveis dão arranque de semana negativo à bolsa portuguesa

(Bloomberg)

O PSI-20 abriu a negociação desta segunda-feira em terreno negativo, a acompanhar as principais praças europeias, no início de uma semana em que o BCE pode adiar o reforço dos estímulos na zona euro para Dezembro.
O PSI-20 iniciou a sessão desta segunda-feira, 17 de Outubro, em terreno negativo, depois de duas sessões positivas no final da semana passada. O principal índice da bolsa nacional cai 0,2% para 4.613,47 pontos, com oito títulos negativos, seis em alta e quatro inalterados.

Esta é a primeira sessão depois de apresentado o Orçamento do Estado para 2017 e numa semana em que se espera uma possível avaliação da agência de notação DBRS ao país e em que haverá reunião do Banco Central Europeu onde o programa de estímulos para a zona euro deverá ser analisado.

Entre os papéis que mais pressionam as negociações em Lisboa estão os da Galp, que recuam 0,56% para 12,405 euros, depois de na sexta-feira a empresa ter anunciado a renúncia ao cargo de Américo Amorim como chairman da energética.

O ttulo acompanha de resto o comportamento do sector energético na Europa em dia de segunda queda consecutiva para os preços do petróleo nos mercados internacionais – o brent do Mar do Norte recua 0,21% para 51,84 dólares. í

A Galp é também, com a REN e a EDP, uma das empresas que continuará a ser alvo em 2017 da contribuição extraordinária sobre o sector energético (que totalizará 90 milhões de euros), de acordo com a proposta de Orçamento do Estado conhecida na sexta-feira.

Já a EDP Renováveis cai 0,47% para 6,958 euros, sendo das que mais contribuem para a prestação negativa do índice nacional. Ainda do lado das quedas está a Jerónimo Martins, que recua 0,77% para 16,095 euros. CTT e Navigator caem menos de 0,5%.

Entre os ganhos, a EDP soma 0,62% para 2,94 euros, depois de a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) ter proposto um aumento de 1,2% na factura da electricidade no próximo ano. Também do lado das valorizações estão a REN (0,42% para 2,601 euros) e a Corticeira Amorim, com uma apreciação de quase 1%. (Negocios)

por Paulo Zacarias Gomes

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA