FBI retoma investigação sobre e-mails de Hillary Clinton

(Afp)

O director do FBI (polícia federal americana), James Comey, informou nesta sexta-feira a membros da Câmara de Representantes que reabrirá a investigação contra Hillary Clinton, após encontrar novos e-mails dela, nos quais tentará determinar se continha material secreto.

“O FBI tomou conhecimento da existência de correios que parecem ser pertinentes à nossa investigação”, escreveu Comey aos legisladores em carta divulgada por eles. “Manifestei meu aval para que o FBI tome as medidas investigáveis apropriadas” para que os peritos analisem estes e-mails, acrescentou.

O adversário de Hillary na corrida presidencial americana, o republicano Donald Trump, comemorou a notícia imediatamente e enalteceu o FBI por rever a decisão de encerrar as investigações, argumentando que o uso que a democrata fez de seu e-mail particular enquanto ocupava o cargo de secretária de Estado americano.

“Nós não devemos deixá-la levar seu esquema criminoso para o Salão Oval”, disse Trump à multidão que o saudava em um evento de campanha em Manchester, New Hampshire.

“Eu tenho grande respeito ao fato de o FBI e o Departamento de Justiça agora estarem dispostos a ter coragem para corrigir o terrível erro que cometeram”, declarou.

Comey fez este anúncio em carta enviada aos líderes dos comités na Câmara de Representantes e do Senado, aos quais ele tinha informado anteriormente que a investigação do FBI tinha sido concluída sem encontrar evidências de que Hillary havia descumprido a lei.

Escrevendo para “complementar” esta avaliação, ele disse aos legislativos que, “em conexão com um caso não relacionado, o FBI soube da existência de e-mails que parecem ser pertinentes à investigação”.

Não houve reacção imediata do comité de campanha de Hillary Clinton. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA