EUA: Ministro Cândido Van-Dúnem reúne-se com antigos combatente

Cândido Van-Dúnem - Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria (arq) (Foto: Lino Guimarães)

O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Cândido Van-Dúnem, terminou nessa sexta-feira a sua visita de quatro dias aos EUA, com um encontro com membros da comunidade local, ex-combatentes de guerra e veteranos da Pátria.

Segundo uma nota da Embaixada de Angola nos EUA, chegada nesse domingo à Angop, os participantes à reunião foram provenientes dos Estados de New Jersey e da Pensylvannia, cidade da Filadélfia.

Durante o encontro, assistido por Agostinho Tavares, embaixador nos EUA, e Adão Pinto, Cônsul Geral de Angola em Nova Iorque, além de diplomatas em missão nos EUA, Cândido Van-Dúnem mostrou-se satisfeito por poder interagir com os mesmos.

Fez um resumo das principais medidas tomadas pelo Executivo Angolano para o sector que dirige e que já se encontram em fase de implementação.

“Não se faz uma Nação sem os ex-combatentes e veteranos da Pátria”, disse o governante, que enalteceu os esforços empreendidos por todos e incentivou os que pretendem regressar para fazer parte do processo de desenvolvimento em curso no país a fazê-lo de forma responsável.

Cândido Van-Dúnem fez a entrega, a dois dos ex-combatentes de guerra residentes nos EUA, das chaves e dos respectivos contratos de arrendamento de duas residências atribuídas aos mesmos, num gesto de reconhecimento do Executivo Angolano, pelo seu interesse de quererem regressar ao país e contribuir no processo de desenvolvimento da Pátria.

“Os cidadãos Angolanos que vivem no país e os que estão na diáspora usufruem dos mesmos direitos”, disse.

Confirmou, por outro lado, a chegada em breve, aos EUA, de uma equipa de peritos do organismo governamental a Washington, para que, em colaboração com a Missão Diplomática, realizar um encontro para informar sobre as perspectivas do Executivo para este grupo-alvo.

Os contemplados, que pretendem regressar ao país o mais breve possível, viram o seu sonho de mais de vinte (20) anos tornar-se realidade. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA