Espanha: Mariano Rajoy reeleito primeiro-ministro “por abstenção”

(Euronews)

Mariano Rajoy foi reeleito primeiro-ministro “por abstenção”, depois da maioria dos deputados socialistas terem decidido não votar contra o segundo mandato do governo conservador espanhol.

Ao final de dez meses de impasse e de duas eleições sem maioria, o líder do partido PP venceu o segundo voto de confiança no parlamento, com 170 votos a favor, 111 contra e 68 abstenções.

O novo governo deverá tomar posse na sexta-feira.

“Vamos tentar encontrar acordos e entendimentos com todos os partidos. Espero que esta aprovação não se limite a este voto, mas que possamos fazer como noutros países da Europa – onde ninguém tem maioria – e possamos governar e trabalhar de forma conjunta”, afirmou Mariano Rajoy.

Durante uma sessão marcada pela tensão entre os partidos de esquerda e os socialistas, a maioria dos deputados do PSOE optou pela abstenção, seguindo a disciplina de voto do partido, explicada pelo porta-voz da formação no parlamento, Antonio Hernando.

“Optamos por esta posição para evitar umas terceiras eleições, fazê-mo-lo para que as instituições não continuem a degradar-se e para que não se ponha em causa a nossa democracia. Nem Rajoy nem o seu projeto conta com a nossa confiança. Acreditamos que não é o presidente que a Espanha merece mas que também não precisamos de umas terceiras eleições”.

Uma posição que ameaça aprofundar as divisões dentro do partido, depois da saída do ex-líder da formação, Pedro Sánchez contrário à abstenção.

No exterior do parlamento milhares de pessoas manifestaram-se para protestar quer contra a reeleição de Rajoy, quer contra a abstenção dos socialistas.

O novo governo encontra-se numa posição frágil, quando apenas a formaçâo Ciudadanos decidiu apoiar a investidura de Rajoy, sob determinadas condições.

Socialistas, Esquerda Unida e Podemos, assim como as formações nacionalistas catalãs e bascas representam 179 dos 349 deputados no parlamento. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA