Ensaísta Norberto Costa publica obra Prazeres do Delírio Sensual

Escritor Norberto Costa (Foto: Francisco Miudo)

A obra literária Prazeres do Delírio Sensual, do ensaísta angolano Norberto Costa, escrita na década de 90, vai ser lançada hoje, sexta-feira, em Luanda, em acto a ter lugar na União dos Escritores Angolanos (UEA).

Em declarações à Angop, o autor referiu que, com o lançamento da obra composta por 36 páginas, pretende despertar as pessoas pelo grande sentimento da humanidade: que é o amor e sobretudo chamar a atenção aos jovens que têm estado a produzir obras literárias nos últimos anos sobre a necessidade da qualidade da produção literária.

Segundo interlocutor, amor não se esgota no prazer carnal mas pode ser dedicado a uma causa por mais nobre que seja e revelar-se desonesto.

No seu entender, estes poemas são para serem declamados preferencialmente em surdina, por apaixonados, namorados, amantizados, casados e até desavindos, incluindo reconciliados pelas coisas que o enredo do amor tece.

Para o autor, o amor tem altos e baixos e deve ser sempre “alimentado” de forma a mantê-la sempre acesa para não esmorecer.

“Deve se ter sempre atenção ao que se profere ao próximo de maneira a evitar conflitos de qualquer natureza. O essencial no amor é o consenso. Devendo assim afastar as fontes de conflitos e juntar as bases do acordo”, reforçou.

Norberto Costa é autor do livro “Subsídios sobre cultura, língua e literatura” e “Tentações-Ensaios e Reflexões”, publicado em 1992, e adoptado pelo Instituto Superior de Ciências de Educação de Luanda (ISCED), no ano académico de 1995/96, como material de estudo nas cadeiras de introdução às ciências e sociologia geral. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA