Eduardo Cunha é preso em Brasília

Eduardo Cunha (AP)

Prisão por tempo indeterminado do ex-presidente da Câmara dos Deputados foi decretada pelo juíz Ségrio Moro.

O ex-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil Eduardo Cunha foi preso nesta quarta-feira, 19, em Brasília, por ordens do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato.

Cunha, que viu o seu mandato cassado por falta de decoro parlamentar, deve chegar ainda nesta tarde a Curitiba, onde está Moro, que decretou a prisão por tempo indeterminado.

O Ministério Público Federal pediu a prisão de Cunha por considerar que em liberdade ele representa um risco à instrução do processo e à ordem pública por haver possibilidade concreta de fuga do antigo deputado.

Eduardo Cunha é acusado de receber luvas por contrato de exploração de petróleo no Benin e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

No despacho em que recebeu a acusação, o juiz Sérgio Moro fez questão de lembrar que o Ministério Público retirou a acusação de crime eleitoral contra Eduardo Cunha.

O motivo, segundo o juiz, foi o facto de a Justiça Federal não poder julgar crimes eleitorais, mas sim a Justiça Eleitoral.

Cláudia Cruz, mulher de Cunha, já responde por lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Justiça Federal do Paraná, por se ter beneficiado das luvas pagas a Eduardo Cunha na Suíça no valor de 1,5 milhão de dólares. (Voa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA