Cuando Cubango: Vice-governador destaca organização das escolas

Pedro Camelo - vice-governador provincial, do Cuando Cubango (Foto: Armando Morais)

O vice-governador do Cuando Cubango para o sector político e social Pedro Camelo, considerou segunda-feira, em Menongue, positivo o nível de funcionamento e organização das escolas sediadas nesta cidade, sede capital da província.

O responsável fez esta avaliação em declarações à Imprensa no final de uma visita de constatação nas mais variadas escolas do ensino geral, de formação técnica e profissional, formação de professores e outras do primeiro ciclo e ensino primário.

Pedro Camelo sublinhou que o quadro constatado ao longo da visita permitiu concluir que as escolas estão a cumprir o seu papel que é de transmitir os conhecimentos e primar pela formação do homem novo.

“Ficamos satisfeitos com o nível de organização e funcionamento destas infra-estruturas”, sublinhou, defendendo o contínuo aperfeiçoamento dos níveis de organização, pautando-se sempre pela qualidade de ensino.

Por outro lado, Pedro Camelo informou que independentemente de estarem a cumprir o seu real papel, ainda assim e apesar do empenho e dedicação dos profissionais do sector, as escolas debatem-se com problemas conjunturais que foram devidamente identificados e sobre os quais o governo poderá trabalhar e direccionar o seu programa de intervenção.

As dificuldades mais prementes que reflectem o quadro didáctico, informou, cingem-se fundamentalmente na falta de transporte colectivo e de apoio administrativo e falta de energia eléctrica em algumas escolas.

Admitiu que o seu pelouro vai trabalhar arduamente, para que tão rapidamente se possa ultrapassar a situação, uma vez que são problemas de nível local e que deviam ter sido já solucionados. Neste particular, destacou a reabilitação e ampliação das escolas, bem como o problema de transporte para o apoio de professores e auxiliares administrativos.

Fez saber que as visitas serão extensivas para todas as áreas em que tenham alunos, professores, população e ou outros bens sociais, desde aldeias, povoações, municípios e comunas.

Ao nível da província do Cuando Cubango foram matriculados, para o ano lectivo 2016, 165 mil e 950 alunos nos mais variados sistemas de ensino, em 272 escolas, controlados e orientados por três mil e onze professores. A província controla igualmente 79 Zonas de Influência Pedagógica (ZIP). (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA