Cimeira/CPLP: Secretário executivo diz que balanço é positivo

Secretário geral da CPLP,Murade Murargy (Foto: Pedro Parente)

O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murrade Murargy, considerou de “positivo” o trabalho efectuado nos últimos dois anos pela instituição.

“Apesar de todos os constrangimentos” , disse em Brasília, a jornalistas angolanos, na véspera da XI Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, que foi possível a realização de tarefas ligadas à melhoria do funcionamento da CPLP.

Reconhece que deixa, apesar de tudo, uma “instituição em construção (…) um edifício inacabado”, numa altura em que a crise económica internacional afecta a maior parte dos seus estados membros.

Moçambicano de nacionalidade, o diplomata augura, entre outros, o entendimento de todos os políticos guineenses e o restabelecimento dos contactos entre o Governo de Moçambique e os opositores da Renamo, e, por outro lado, a criação de mecanismos que possam melhorar as condições de vida de muitas pessoas da comunidade da CPLP.

A XI Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP decorre, em Brasília, na segunda e na terça-feira, marcando a sucessão de Timor-Leste pelo Brasil na presidência da organização.

Na cimeira, os nove membros da CPLP deverão designar a próxima secretária-executiva, Maria do Carmo Silveira, indicada por São Tomé e Príncipe.

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA