Bié: PRS repudia renúncia de cidadãos ao registo eleitoral

BIÉ: EDUARDO KAWINDIMA - SECRETARIO PROVINCIAL DO PRS (Foto: LEONARDO CASTRO)

O secretário do Partido de Renovação Social (PRS) no Bié, Eduardo Kawindima, repudiou nesta quarta-feira, no Cuito, os actos de renúncia por parte de alguns cidadãos quanto a actualização de dados pessoais do registo eleitoral.

Em declarações à Angop, Eduardo Kawindima mostrou-se preocupado pelo facto de alguns cidadãos não aderirem aos postos de registos eleitoral para a actualização de dados pessoais, frisando que a medida dificulta o andamento normal do processo, rumo a democracia no país.

“O registo eleitoral é um acto de cidadania e obrigatório, as pessoas não podem deixar de se registar alegando que já conhecem os vencedores”. Disse, sustentando que cada cidadão pertencente a uma força política, é chamado a aderir de formas a cumprir o seu dever de exercer o voto em 2017

Eduardo Kawindima avançou que, o PRS tem em campos 66 fiscais a nível de todos os municípios da província.

Sem adiantar o número de casos já notificados, assegurou que, o PRS, no Bié continua a sensibilizar os militantes, simpatizantes e população em geral sobre a necessidade de colaborarem com os brigadistas, visando sobretudo dar credibilidade ao processo.

A direcção dos Registos na província do Bié dispõem de 280 brigadistas e 20 agentes de educação cívica. Desde o inicio do processo (25 de Agosto de 2016) mais de 62 mil cidadãos já actualizaram os seus dados eleitorai. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA