Benguela: Obras do Parque Regional de Campismo em fase conclusiva

Benguela: Parque Regional de campismo (Foto: Rosário Miranda)

As obras do Parque Regional de Campismo que estão a ser erguidas a Norte da cidade de Benguela, sob a égide do Ministério da Juventude e Desportos, no âmbito da implementação do Plano Nacional de Apoio a Juventude, encontra-se em fase conclusiva, informou o então director provincial dos Desporto, Pedro Garcia.

O responsável que falava a imprensa, no final de visita efectuada pelos deputados da bancada parlamentar do MPLA que se encontram em Benguela desde terça-feira para uma visita de três dias, disse que a empreitada está muito adiantada.

“Já tem água no local e está se a trabalhar para que dentro de um mês e meio termos energia”, disse Pedro Garcia explicando que estão terminadas as obras das cinco residências vips, das estruturas desportivas e nesta altura trabalha-se no sentido de se colocar a piscina em prontidão, as suites e camaratas para que se possa dar vazão daquilo que foi feito no princípio das obras.

O segundo o responsável não se pode estabelecer ainda uma meta da finalização das obras, visto que algumas coisas vão faltando, como as questões financeiras e materiais.

Deu a conhecer que, as obras estiveram paradas muito tempo (sem precisar quanto) e foi concebida para albergar os jogos da SADC, mas em função da alteração para cidade de Luanda, ficou estagnada todo tipo de trabalho que estava sendo feito.

“Foi feita uma nova parceria com a empresa “Acácias Tur” que tomou as rédeas do acontecimento e que se esta a preparar no sentido de finalizar as obras na qual é detentora e tem todo interesse de velar pelas infra-estrutura e depois prestar conta ao estado”, disse.

Projectado para acolher de duas a três mil pessoas entre regime de acampamento e em áreas de actividades ocupacionais, o Parque Regional de Campismo, o primeiro empreendimento do género em Angola, está a ser edificado numa área de 12 hectares com proximidade ao mar, a Norte da cidade de Benguela, sob a égide do Ministério da Juventude e Desportos, no âmbito do Plano Nacional de Apoio a Juventude.

Entre outras dependências, a infra-estrutura terá sala de conferências para eventos nacionais e internacionais, área de alojamento para duas mil pessoas, posto médico, centro de formação profissional, bancos comerciais, ginásios, campos polidesportivos, salão de beleza e estética, balneários, jangos, piscina, pistas de atletismo, campos de futebol, espaço de acampamento juvenil, parques de estacionamento e zona de tratamento de águas residuais. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA