Benguela: Dueto entre músico guineense e Paulo Flores abre festival “Rock no Rio”

Arquivo: Músico Paulo Flores (Foto: António Escrivão)

O músico da Guiné-Bissau, Manecas Costa, abrilhantou um evento musical na madrugada deste sábado, no município da Catumbela, província de Benguela, conjuntamente com o cantor angolano, Paulo Flores, no festival “Rock no Rio”, assistido por milhares de fãs desta cidade.

Ao fazerem um dueto, no show de cerca de duas horas, os músicos Manecas Costa e o Paulo Flores que interpretaram oito temas das diversas obras discográficas do cantor angolano, com letras musicais construtivas, levaram ao delírio a população presente no local do espectáculo.

Paulo Flores cantou música intitulada “inocente”, “mar azul”, e durante o dueto entre o artista angolano e da Guiné seguiram-se os temas “Eu Quero a Paz” , “Xé Povo”, “Bolo de Aniversário”, “Acarta”, “Cabelo da Moda”, “Cokô”, “Mar Azul”, “Reencontro”.

Em declarações Angop, Paulo Flores considerou haver um público interactivo com os artistas que de certa maneira exige do artista a apresentar um trabalho de qualidade.

O cantor exortou a juventude a acreditar no progresso do município, tendo enaltecido o contributo dos cidadão e da empresa, “Soba Catumbela” pelo facto de ter promovido o show internacional que junta mais de 30 artistas de diversos países do continente Africano com realce para África do Sul e Guiné-Bissau.

Por seu turno, o Músico da República da Guiné-Bissau, Manecas Costa, que conta com quatro trabalhos discográficos, revelou que tem um projecto que visa gravar o seu 5º disco com alguns músicos angolano, dentre eles o cantor C4 Pedro.

O artista que não avançou a data do lançamento, revelou que o disco comportará 12 faixas musicais.

Por seu turno, o director comercial da empresa Soba Catumbela, organizadora do evento, Jorge Arrulo, mostrou-se satisfeito pela actuação dos músicos e informou que o festival vai decorrer até a madrugada de domingo na marginal do Rio Catumbela.

Já o director provincial da Cultura, Cristóvão Mário Canjibanga referiu que “Rock no Rio”, leva a cultura e a imagem no exterior.

O festival “Rock no Rio”, que se realiza em saudação aos 5 de Outubro Dia do município da Catumbela, tornou-se uma actividade internacional e teve a sua primeira edição em 2013. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA