Benguela: Actualização do Registo Eleitoral caminha a bom ritmo no Caimbambo

Deputada Rosa Pacavira (Arquivo) (Foto: Bartolomeu do Nascimento)

A deputada do MPLA, Rosa Pacavira, assegurou na quinta-feira, que o processo de actualização do registo eleitoral, caminha bom ritmo no município de Caimbambo, província de Benguela, dada a adesão dos cidadãos maiores nos postos destacados.

Falando à Angop, no termo da visita que efectuou ao município, a parlamentar manifestou-se satisfeita com o andamento do processo de actualização, em curso desde 25 de Agosto ultimo, indicando que mais de 17 mil cidadãos antigos eleitores, actualizaram a sua base de dados, nos últimos 60 dias.

Salientou que, durante dois dias de trabalho de campo, foi informada pelas autoridades político-administrativas sobre a boa evolução do processo no Caimbambo, situado a 116 quilómetros a sul da cidade de Benguela.

Rosa Pacavira considerou o processo de registo eleitoral uma tarefa importante e obrigação politica dos responsáveis e dirigentes a vários níveis, tendo apelado aos jovens em idade eleitoral, para aderirem ao processo de registo dos novos eleitores que inicia hoje, 28 de Outubro.

A jornada de campo da deputada, na quinta-feira, teve incidência na Comuna de Catengue, onde manteve contacto com o eleitorado da povoação do Niñgui-Niñgui e inteirou-se dos projectos sociais, implementados na localidade.

Já no município da Catumbela (Benguela) o deputado à Assembleia Nacional pelo grupo parlamentar do MPLA, Salomão Xirimbimbi, trabalhou na quinta-feira no município da Catumbela, onde visitou alguns projectos sociais, por concluir, no quadro de uma digressão de quatro dias que empreende nos municípios costeiros da província.

Salomão Loheto Xirimbimbi, que é igualmente coordenador do grupo de acompanhamento do seu partido para a província de Benguela, visitou as obras do pólo Universitário da Catumbela, adstrito à Universidade Katyavala Bwila, cujas obras tiveram início em 2008, bem como o futuro hospital municipal de referência da Catumbela (igualmente paralisado por dificuldades financeiras, cinco anos depois do início das obras).

Acompanhado da administradora municipal da Catumbela, Filomena Pascoal, o político visitou também a centralidade do Luongo, um imponente projecto imobiliário, com mais de duas mil moradias concluídas, restando a execução de algumas infra-estruturas essenciais, nomeadamente os sistemas de produção e tratamento e distribuição de água e corrente eléctrica, bem como as vias de acesso ao local.

Depois de informado sobre os constrangimentos decorrentes da situação conjuntural, que tem estado a atrasar a execução das empreitadas técnicas, o deputado mostrou-se esperançado em que a situação seja contornada.

Xirimbimbi manteve igualmente um encontro com as direcções e militantes de vários comités de base do partido (CAP) das comunas da Praia Bebé, Gama e Catumbela sede, assim como da zona da Gama.

Entretanto, no município do Cubal (Benguela), a deputada Eduarda Magalhães encorajou na quinta-feira, a população do Pwiwi, comuna do Tumbulo, a engajar-se na agricultura, por forma a contribuir na diversificação da economia.

A política efectuou nos últimos dois dias, uma visita de trabalho ao Cubal, com vista a inteirar-se do grau de execução das obras em curso na região.

Na oportunidade visitou as obras da ponte sobre o rio Piwiwi, cuja conclusão está prevista para Novembro próximo e vai facilitar o trânsito entre a população de Longole/Cubal e comuna de Wiyangombe, município de Caimbambo.

Eduarda apelou aos eleitores a registarem-se como garante do futuro dos angolanos.

Inteirou-se também dos problemas que afligem a população da povoação da Caviva Sul, no que tange à falta de água para o consumo humano, escolas, postos de saúde, aquisição de bilhete de identidade e respectiva cédula, falta de inputs agrícolas, bem como a melhoria das vias de comunicação. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA