Arábia Saudita executa membro da família real

Turki bin Saud al-Kabir (Youtube)

Um príncipe da Casa de Saud, Turki bin Saud al-Kabir, foi executado em Riade, capital da Arábia Saudita, por ter morto a tiro um amigo durante uma briga.

O príncipe Turki bin Saud al-Kabir, membro da família real da Arábia Saudita, foi executado na capital do país, Riade, por ter morto a tiro Adel al-Mahemid, um cidadão saudita, durante uma briga, informou o ministro do Interior. Por regra as condenações à morte são executadas por decapitação.

Este acontecimento invulgar envolveu um dos milhares de membros da Casa de Saud, a família real da Arábia Saudita.

O tio da vítima, Abdul Rahman al Falaj, referiu ao jornal Arab News que esta sentença demonstra, de forma muito clara, a justeza do sistema judicial do país, pois nem os membros da família no poder escapam à justiça.

“É importante salientar que a lei é aplicada a todos da mesma maneira”, independentemente de fazerem parte, ou não, da família real, referiu no Twitter Abdul-Rahman al-Lahim, um advogado influente da Arábia Saudita.

Segundo a agência noticiosa France Press, a última execução de um membro da família real foi no ano de 1975, quando o príncipe Faisal bin Musaid foi decapitado em Riade por ter morto o rei Faisal.

O código legal da Arábia Saudita condena com pena de morte não apenas o assassinato como casos como tráfico de droga, assalto à mão armada, rapto e difamação. (Observador)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA