António Guterres agradece apoio inequívoco de Angola na eleição a SG da ONU

António Guterres, recém-eleito secretário-geral da ONU (Foto: KENA BETANCUR)

O recém-eleito secretário-geral das Nações Unidas, o português António Guterres, agradeceu, “de modo especial, o apoio efectivo e inequívoco” de Angola à sua eleição.

O agradecimento foi manifestado na quarta-feira, em Lisboa, num encontro de cortesia que o embaixador extraordinário e plenipotenciário da República de Angola em Portugal, José Marcos Barrica, manteve com António Guterres.

A fonte da embaixada angolana, que prestou a informação hoje à Angop, referiu que o encontro decorreu no Palácio das Necessidades (sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal), e durou cerca de trinta minutos.

Na ocasião, Guterres afirmou que foi útil e muito importante o apoio de Angola, como membro não permanente do Conselho de Segurança, tendo destacado o “apoio incondicional de primeira hora” do Presidente José Eduardo dos Santos.

“Angola (…) desempenhou um papel relevante, um bom trabalho político-diplomático neste processo”, acrescentou.

Os dois interlocutores abordaram também assuntos do plano internacional, nomeadamente a situação prevalecente na República Democrática do Congo (RDC), Região dos Grandes Lagos e a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

A Assembleia-Geral da ONU adotou, a 13 de Outubro, uma resolução por aclamação que designa Guterres, de 67 anos, ex-primeiro-ministro de Portugal e chefe do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, como novo SG da ONU por um período de cinco anos, após ter vencido as seis votações realizadas no Conselho de Segurança. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA