Angola poderá constar na lista dos 15 para a Nova Agenda Urbana

Branca Neto do Espirito Santo - Ministra do Urbanismo e Habitação (Foto: Rosário dos Santos)

A República de Angola poderá fazer parte do leque de 15 países africanos escolhidos para a implementação da Nova Agenda Urbana, informou quinta-feira, em Quito, Equador, a ministra do Urbanismo e Habitação, Branca do Espírito Santo.

A responsável avançou tal informação no final de um encontro que manteve com a secretária-geral adjunta da UN Habitat, Aisa Kirabo Kacyira. Instantes após a cerimónia de encerramento da conferência das Nações Unidas Habitat III.

“A secretária-geral adjunta informou-me que é expectativa da UN Habitat que Angola seja um dos 15 países africanos escolhidos para a implementação da Nova Agenda Urbana e que se propõe a trabalharmos juntos para angariarmos fundos para a implementação da agenda em Angola”, disse.

Assim Angola poderá ser um país piloto para futura demonstração aos demais países, acrescentou.

Aisa Kirabo Kacyira aproveitou também a ocasião para agradecer a República de Angola, por ter participado em todo o processo preparatório das condições para a instalação da UN Habitat no país, cujo escritório poderá servir para apoiar a África lusófona.

A Nova Agenda Urbana, entre outras, propõe orientações para tornar as cidades em todo o mundo, mais inclusivas, verdes, seguras e prósperas, sendo a base da implementação da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável e outras agendas de reformas importantes. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA