1-1 ‘Leão’ quase perde e pode ver liderança voar para (mais) longe

(Reuters)

O Sporting recebeu este sábado o Tondela em partida a contar para a 8.ª jornada. A formação orientada por Jorge Jesus empatou nos minutos finais e voltou a comprometer depois de uma partida europeia e pode ver os rivais escaparem na tabela classificativa.

Crónica: Quando a sorte não ajuda, há que trabalhar o dobro, mas, às vezes, pode não chegar. A frase é simples mas sistematiza aquilo que muitas vezes acontece nos nossos dias.

Uma equipa a batalhar, a tentar o golo, e a sorte a negar-lhe a vontade. Foi assim o primeiro tempo do Sporting – Tondela, com os ‘leões’ a procurarem o golo e com o Tondela a conseguir suster a ofensiva ‘verde e branca’.

Numa primeira parte onde Gelson voltou a provar que está ‘louco’, protagonizando muitos dos melhores momentos da equipa, o Sporting bem tentou, mas faltou encontrar o caminho para o golo.

Com nulo no marcador, a equipa ‘verde e branca’ voltou ao relvado mostrando que estava completamente comprometida em tentar os três pontos.

Quer pela direita, quer pela esquerda, mas sempre com William no centro a distribuir e a matar jogo, os ‘leões’ continuaram a insistir e, face ao reduzido rendimento de André, Jesus fez mesmo entrar Castaignos para a estreia perante os adeptos.

Porém, nem a entrada do holandês pareceu surtir o efeito desejado. Talvez com o fantasma de ainda não ter conseguido vencer depois de um jogo europeu, o Sporting fez de tudo para chegar ao golo, mas ele não chegou, a não ser nos descontos.

Quando não se marca… sofre-se

Perto dos 75 minutos do encontro, num momento em que o Sporting apostava tudo no ataque, Murillo fez aquilo que poucos desejavam em Alvalade.

Respondendo da melhor forma a um cruzamento da direita, o jogador cedido pelo Benfica fez estragos, estragos esses que o seu adversário teve muita dificuldade em emendar até ao final do encontro.

A equipa de Petit voltou a ser madrasta para os ‘verde e brancos’ e depois de roubar pontos na temporada passada, também este ano voltou a dificultar a tarefa dos ‘leões’, deixando mais distantes dos lugares cimeiros, podendo mesmo, com este empate, deixar escapar o líder Benfica, e o FC Porto, que joga, minutos mais tarde, frente ao Arouca.

Exibição fraca, sem nunca conseguir encontrar espaço para o golo

O Sporting atacou muito, muito mesmo. Porém, aos ‘verde e brancos’ faltou o esclarecimento necessário para bater uma defensiva bem montada e que cometeu poucos erros. Gelson foi o mais indisciplinado, tentando com a sua arte desmanchar a fortaleza adversária.

Faltou ao ‘menino’ um pouco de sorte, mas aos seus colegas faltou quase tudo o resto.

Exibição pobre dos pupilos de Jesus que comprometem, deixando-se empatar, novamente, no seu caminho rumo ao tão desejado título. O golo nos minutos finais do encontro não apaga a exibição fraca dos ‘leões’, que, apesar de terem dominado o encontro, mostraram faltar-lhes o ingrediente sorte.

Momento do jogo: Golo de Murillo, aos 73 minutos. O atleta cedido pelo Benfica ao Tondela fez aquilo que os ‘leões’, sem sucesso, tentou durante toda a partida. A passe da direita, o jovem atleta marcou e despejou um verdadeiro balde de água fria sobre a plateia de Alvalade.______________________________

Onzes: Sporting: Rui Patrício; Schelotto, Coates, Rúben Semedo e Marvin; William Carvalho, Elias, Bryan Ruiz e Gelson; André e Bas Dost.

Tondela: Cláudio Ramos, Jaílson, Kaká, Rafael Amorim, Mamadu, Fernando Ferreira, Bruno Monteiro, Claude Gonçalves, Jhon Murillo, Érick Moreno e Wagner.

Antevisão: O Sporting tem mostrado alguma inconstância ao longo das últimas partidas, registando três derrotas – Real Madrid, Dortmund e Rio Ave – e outras tantas vitórias – Estoril, Légia e Famalicão – e defronta este sábado o Tondela com o objetivo de regressar às vitórias.

Depois do encontro com o Dortmund, onde o resultado final não espelhou a exibição, o ‘leão’ procura fazer algo que ainda não conseguiu: vencer um jogo depois de uma partida da Liga dos Campeões.

Na antevisão, Jesus prometeu manter a forma de trabalhar ao longo da semana, mas não fechou a porta a uma ou outra surpresa no onze. O técnico sportinguista quer ganhar e, com certeza, irá apostar no onze mais forte.

Alan Ruiz poderá ser a grande surpresa no apoio a Bas Dost, Bruno César será dúvida no que diz respeito a um possível recuo para a lateral esquerda e Elias poderá manter-se no centro do terreno. Douglas é a grande surpresa nos convocados de Jesus para a partida deste sábado, mas deverá ficar no banco.

Os ‘verde e brancos’ pretendem levar de vencido o Tondela, que é uma equipa aguerrida, bem organizada e que roubou pontos ao Sporting na temporada passada.

Petit era o técnico e um mestre a montar equipas, principalmente diante dos grandes, onde a motivação é maior. O técnico fará questão de relembrar aos seus jogadores o recente empate caseiro com o FC Porto, mas desta vez terá de medir forças com um leão que joga em casa.

Jesus garantiu que este jogo não é diferente de nenhum outro e, nesse sentido, o objetivo passa por ganhar para somar três pontos e igualar os 19 do líder Benfica, ainda que à condição.

Além disso, afastar os fantasmas de um ‘leão’ que não aguenta a ‘ressaca’ europeia é outro dos objetivos para terminar com o histórico recente de não triunfar após os jogos da Champions. (Noticias ao Minuto)

por Paulo Jorge Rocha

DEIXE UMA RESPOSTA