Vaias e aplausos para Temer na festa da Independência do Brasil

Presidente Michel Temer (AFP)

O presidente Michel Temer foi vaiado e aplaudido, nesta quarta-feira, durante o desfile do Dia da Independência do Brasil, uma semana depois de substituir a presidente Dilma Rousseff.

Em meio a assobios e gritos de “Fora Temer!”, assim como de aplausos e palavras de ordem favoráveis, Temer inaugurou a celebração nacional ao lado da esposa, Marcela Temer, e vários ministros em Brasília.

Na abertura das celebrações pelos 194 anos da independência do Brasil, Temer não desfilou no automóvel Rolls Royce conversível dos anos 50 – como é tradição nesta data – e nem usou a faixa presidencial por cima do terno.

A celebração ocorre uma semana depois de Dilma, do Partido dos Trabalhadores (PT), ter sido afastada do poder pelo Senado, que a considerou culpada por manipular as contas públicas e, por isso, violar a Constituição.

Dilma, que havia sido eleita em 2010 e reeleita em 2014, também recebeu vaias e foi alvo de protestos durante o desfile do ano passado.

A poucos metros do desfile cívico-militar e separados por uma cerca de segurança, centenas de pessoas se concentraram neste ano para protestar contra o novo governo, que planeia severos ajustes para tentar equilibrar um deficit que disparou nos últimos anos, em meio à pior recessão do país em várias décadas.

A polícia estima que cerca de 600 pessoas participaram do protesto, mas os organizadores citaram de mil manifestantes.

Com cartazes de “Fora Temer” e “Eleições directas já!”, marchavam em direcção ao Congresso Nacional, onde geralmente são realizadas as manifestações em Brasília.

Outros protestos foram convocados em várias cidades do Brasil, incluindo Rio de Janeiro e São Paulo, onde grupos de esquerda enfrentaram a polícia nas últimas semanas.

Os manifestantes denunciam o que consideram um “golpe” por parte de Temer, que era o vice-presidente de Dilma. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA