Uzbequistão: milhares de pessoas acompanham o cortejo fúnebre de Islam Karimov

(Euronews)

Milhares de residentes no Uzbequistão vieram, hoje, para a rua para assistirem ao cortejo fúnebre e se despedirem do Presidente.

Islam Karimov morreu sexta-feira, aos 78 anos, em Tachkent, na sequência de uma hemorragia cerebral, e será sepultado na sua cidade natal, Samarcanda, no sudeste do país.

O primeiro-ministro uzbeque, Chavkat Mirzioïev, dirige a comissão das cerimónias fúnebres, um sinal do papel importante que poderá desempenhar no Uzbequistão.

A Turquia, aliada próxima do Uzbequistão, não tardou a apresentar condolências, seguida dos dirigentes da Geórgia e do Irão.

A delegação russa no funeral será chefiada pelo primeiro-ministro Dmitri Medvedev.

Foi ainda na era da União Soviética que Karimov chegou à liderança da República Soviética do Uzbequistão.

Com a independência, em 1991, manteve-se no poder e eliminou todos os opositores e durante mais de 25 anos dirigiu com mão de ferro o país mais populoso da Ásia Central.

Muitas organizações não-governamentais acusam Karimov de ter regularmente falseado resultados eleitorais, preso arbitrariamente centenas de opositores e apoiado o recurso à tortura nas prisões. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA