Temer assume presidência enquanto centenas de brasileiros expressavam ira ou satisfação pela saída de Dilma

(Euronews)

A decisão tomada pelo Senado, de efetivar a destituição de Dilma Rousseff, fez os brasileiros saírem para as ruas.

Em São Paulo, na Avenida Paulista, ocorreram, ao mesmo tempo, duas manifestações. Uma contra Temer e contra o impeachment, outra a favor do afastamento de Dilma Rousseff.

Os confrontos com a polícia, na primeira, foram inevitáveis.

Alheia a estas manifestações a ex-presidente do Brasil garantiu que não vai cruzar os braços:

“Eles pensam que nos venceram mas estão enganados. Sei que todos nós vamos lutar. Haverá contra eles a mais firme, incansável e enérgica oposição que um governo golpista pode sofrer”, afirmou Rousseff.

A maioria do Senado brasileiro, 61 votos a favor e 20 contra, e depois de vários dias de julgamento a Dilma Rousseff afastou-a da Presidência. Ainda assim, e como foram feitas duas votações independentes, a pedido do partido de Dilma, esta mantém a possibilidade de exercer cargos políticos.

Ainda esta quarta-feira Michel Temer prestou juramento e assumiu a chefia do Estado brasileiro. Até hoje, nenhum dirigente do seu partido, o Movimento Democrático Brasileiro, conseguiu ser eleito presidente por voto direto. (Euronews)

por Nara Madeira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA