Sucessor do Soba Grande da Ilha do cabo pode ser conhecido este mês

Ilha do Mussulo (Foto: Cedida a Angop)

O nome do sucessor do Soba Grande da Ilha do cabo, no distrito urbano da Ingombota, em Luanda, Francisco Miguel Menezes ” Miguelito” falecido recentemente, pode ser divulgado no decorrer deste mês, seguindo a linhagem materna da família Menezes, da ilha de Luanda.

Segundo o presidente da comissão de moradores da circunscrição, Afonso Manuel, em declarações à Angop, os primeiros contactos foram já feitos junto da família e das autoridades administrativas da Ingombota, no sentido de iniciar com o processo que vai culminar com a indicação da pessoa que deve ocupar o lugar de Soba Grande.

“ A indicação do novo soba grande deve seguir a tradição, hábitos e costumes dos povos da Ilha do Cabo, por isso deve ser um membro da família Menezes (filho, sobrinho ou neto) da linhagem materna” explicou

Explicou que a substituição de sobas falecidos é feita por um sobrinho, filho ou por um neto, que deve ser indicado pela sua família, como manda os costumes da região em geral, e em particular dos ilhéus.

De acordo com o responsável, neste momento na circunscrição não existe nenhum soba, depois da morte de Don João António de Menezes, Miguel Francisco João, adjunto do soba grande, José Francisco André, o soba mais velho, e Sebastião Manuel Napoleão.

Por este facto pode ainda ser eleito pelo povo um soba administrativo, conselheiro, adjunto ou seculo. “ O povo pode decidir pela eleição de alguém da comunidade dotado de princípios morais, cívicos e culturais e com capacidade de os conduzir”.

A eleição é feita através de um abaixo-assinado, por toda a população residente, que apresentado aos responsáveis do bairro, que por sua vez formaliza e remete a proposta à administração municipal da Ingombota, regra usada pelo Ministério da Administração do território.

Sublinhou que os administradores comunais ou de bairros não podem fazer propostas sem o consentimento da população ou da linhagem em que o malogrado pertenceu.

Para ascender o cargo de soba existe uma genealogia que se deve seguir, devendo o candidato ser de linhagem materna do ancestral que ocupe o cargo.

Depois da morte do soba é feito um óbito com duração de um mês, seguindo-se a escolha, geralmente de um sobrinho, filho da irmã, e organiza-se uma cerimónia tradicional para o empossamento do mesmo.

O soba tem como dever de se fazer respeitar perante à comunidade e respeitar a mesma e resolver os seus problemas. As entidades tradicionais têm, entre outras, obrigações de desempenhar o papel de juiz, sensibilizar a comunidade para campanhas massivas, como a de vacinação e eleições, e ser interlocutor nos encontros com a administração.

A Ilha está dividida pelos sectores da Chicala-I , Ponta da Ilha, Salga, casa Lisboa, Ponto Final e bairro da Areia Branca e é habitada por aproximadamente dez mil habitantes. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA