Riqueza das 200 maiores fortunas espanholas aumentou 16%

Amancio Ortega, o espanhol mais rico. (Foto: Torrecilla/EPA)

Património dos mais ricos de Espanha ascende a 205,6 mil milhões de euros, o equivalente a 19% do PIB do país.

As 200 pessoas e famílias mais ricas de Espanha ficaram ainda mais ricas em 2015, mais concretamente em 16%. O património dos mais ricos de Espanha ascende a 205,6 mil milhões de euros, o equivalente a 19% do PIB do país.

As contas foram feitas pelo El Mundo, segundo o qual a riqueza das 200 maiores fortunas espanholas aumentou 16% e está hoje avaliada em 205,6 mil milhões de euros. Entre as grandes fortunas estão 40 famílias cujo património supera os mil milhões de euros e outras 40 acima dos 500 milhões de euros.

No primeiro lugar do pódio não há novidades. Amancio Ortega, dono da Zara, é o espanhol mais rico e viu o seu património aumentar no ano passado em 16,4 mil milhões de euros, estando agora avaliado em 59,6 mil milhões de euros.

Aumento de receitas das firmas da sua empresa Inditex aliado à atividade imobiliária, em que acumula 7,3 mil milhões de euros em edifícios situados nas melhores zonas das principais cidades do mundo, estão na origem do aumento da riqueza de Ortega.

Os restantes lugares do pódio são ocupados por Rafael Del Pino (presidente do grupo construtor e de serviços Ferrovial), com uma riqueza avaliada em 8 mil milhões de euros e por Sandra Ortega Mera (filha de Amancio Ortega) com 5,8 mil milhões de euros. (dinheirovivo)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA