Reino Unido continuará a opor-se à ideia de criar um exército da União Europeia – ministro da Defesa

(Euronews)

À entrada para a reunião informal dos ministros da Defesa da União Europeia, em Bratislava, onde se discutem formas de melhorar a cooperação militar, o Reino Unido reiterou que irá opor-se a qualquer plano para formar um exército europeu.

França e Alemanha negam que o ambicioso plano de defesa comum que estão a apresentar aos parceiros tenha como objetivo a criação de um exército da União Europeia, mas os britânicos, que vão abandonar o bloco, desconfiam:

“Concordamos que a Europa precisa de reforçar-se para enfrentar os desafios do terrorismo e das migrações, mas vamos continuar a rejeitar qualquer ideia de um exército da União Europeia ou de um quartel-general do exército que apenas iria debilitar a NATO”, afirmou o ministro da Defesa do Reino Unido, Michael Fallon.

As propostas franco-germânicas vão no sentido de reforçar os gastos em missões, desenvolver equipamento militar em conjunto, na Europa, ou ainda melhorar a segurança no ciberespaço e os dois países garantem que uma Europa mais forte na defesa irá também fortalecer a NATO. (Euronews)

por Marco Lemos

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA