Pretensão do reforço da cooperação entre Governo do Moxico e República da Alemanha constitui destaque informativo

Aeroporto do Luena. (Foto: D.R.)
Aeroporto do Luena. (Foto: D.R.)

A pretensão do reforço da cooperação entre o Governo provincial do Moxico e a República Federal da Alemanha, no domínio dos recursos sólidos e na transformação energética, constitui o principal facto informativo durante os últimos sete dias.

A intenção foi manifestada, na cidade do Luena, na primeira sessão extraordinário da província, orientada pelo governador, João Ernesto dos Santos “Liberdade”, a qual recomendou que a proposta sobre o referido reforço da cooperação, seja respondida pela Embaixada Alemã.

Para tal, o órgão colegial da província decidiu criar condições para uma futura deslocação de uma delegação governamental angolana àquele país, para entrar em contacto sobre o domínio dos recursos sólidos e transformação energética.

Constituiu ainda destaque noticioso, a reafirmação do Governador Provincial, segundo a qual, o sector educativo continuará a merecer atenção redobrada de modo contínuo para corresponder ao Plano Nacional de Desenvolvimento da Educação (PNDE) até 2025.

O governante que discursava no acto de abertura do VII Conselho Consultivo Alargado da direcção provincial da Educação, disse que o propósito consiste em aumentar o número de escolas, para acabar com a cifra de crianças fora do sistema normal de ensino.

No sector político, foi manchete a afirmação feita pelo advogado estagiário da província do Moxico, Eliseu José Sacoji, sobre a pouca cultura jurídica no seio da população local no tocante à resolução de determinados litígios em tribunais.

Falando à Angop, sobre a cultura jurídica, o advogado frisou que o facto de os cidadãos desconhecerem os serviços jurídicos, está na base do surgimento de determinados conflitos entre a população, sobretudo, no meio rural.

Exemplificou que, há dois anos, as coisas mudaram de paradigma, porque hoje em dia, para o tribunal reconhecer a união de facto, os requerentes (as pessoas que desejam os serviços de justiça) devem constituir um advogado a fim de verem os seus direitos salvaguardados.

Ainda no domínio político, foi digno de menção, os mais de 37 mil cidadãos nacionais residentes na província do Moxico que actualizaram os seus dados eleitorais, desde o início do processo a 25 de Agosto último até a presente data, revelou, no Luena, o seu director, Henrique Cholimba Mateus.

O responsável fez saber que o processo decorre sem sobressaltos em toda extensão da província, registando uma afluência satisfatória de cidadãos.

O director das eleições elogiou o espírito patriótico que os cidadãos em idade eleitoral estão a apresentar, o que está facilitar o trabalho dos 40 brigadistas espalhados em todos municípios da província.

Fez igualmente manchete a visita do Presidente da Associação de Apoio aos ex-combatentes das FAPLA (ASCOFA), brigadeiro António Fernando Samora, que instou os seus membros a praticar actividade agrícola, para auto – sustento familiar.

O responsável argumentou que os ex-guerrilheiros devem aplicar a experiência que possuem no domínio da agricultura, para cultivarem o milho, mandioca, batata rena e doce, entre outros produtos que contribuem na diversificação da economia.

Exortou-os também a engajarem-se em actividades socialmente úteis, participando no embelezamento dos jardins, saneamento básico, conservação do património público, entre outras acções que visam o bem-estar social das famílias.

Já na vertente desportiva, o presidente do FC Bravos do Maquis, Augusto Manuel José Quitadica “Docas”, anunciou, quarta-feira, última, no Luena, a pretensão da sua direcção em construir um estádio com relva sintética a médio prazo.

Augusto Manuela “Docas” adiantou que a direcção do clube prevê igualmente realizar obras de beneficiação para o estádio de futebol “Mundunduleno” e o centro de estágio da equipa.

Quanto ao estádio Jones Kufuna Mundunduleno, revelou que necessita de manutenção desde o muro de vedação e bancadas, cujo projecto já foi aprovado. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA