Presidente da República rende homenagem ao nacionalista Pedro Pacavira

(Mpla)

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, rendeu hoje, sexta-feira, em Luanda, homenagem ao nacionalista angolano, Manuel Pedro Pacavira falecido no passado dia 12 do corrente, em Lisboa, Portugal, vítima de doença.

Depois da entoação do Hino Nacional, o Chefe de Estado angolano que esteve acompanhado da primeira-dama da República, Ana Paula dos Santos, inclinou-se diante da urna, gesto que simbolizou a última homenagem a Manuel Pedro Pacavira.

De seguida, o Presidente da República transmitiu pessoalmente aos familiares do falecido sentimentos de pesar.

Nas antigas instalações da Assembleia Nacional, local do velório, renderam igualmente homenagem titulares dos órgãos de soberania, membros do Bureau Político e do Comitè Central do MPLA.

Homenagearam também o falecido, destacado militante do MPLA, entre outras figuras, representantes dos órgãos de defesa, segurança e ordem pública, entidades eclesiásticas, militantes de partidos políticos, do corpo diplomático e de organizações sociais do partido e da sociedade civil.

A urna partirá para o cemitério Alto das Cruzes por volta das 11 H00 onde haverá um momento de exaltação da família e leitura de mensagens de outras instâncias .

Manuel Pedro Pacavira pertenceu à Comissão de Educação, Cultura, Assuntos Religiosos e Comunicação Social (6ª Comissão) da Assembleia Nacional.

Dados Biográficos de Manuel Pedro Pacavira:

Data de nascimento: 14 de Outubro de 1939

Naturalidade: Golungo Alto, Angola

Título Académico: Licenciatura em Ciências Sociais na Universidade de Havana – Cuba.

Actividades profissionais:

2014 – Deputado da Assembleia Nacional

2005-2014: Embaixador Extraordinário e plenipotenciário da República de Angola na Itália;

1991-2004: Governador da província do Kwanza-Norte;

1988-1991: Representante de Angola junto das Nações Unidas;

1985-1988: Embaixador de Angola na República de Cuba;

1981-1985: Ministro da Agricultura;

1978-81: Ministro dos Transportes;

1976-77: Director dos Portos e Ferrovias de Angola.

Actividades políticas:

Membro do Bureau Político do Comité Central do MPLA;

Membro do movimento Clandestino da luta de libertação de Angola, tendo sofrido um período de 14 anos de prisão (de 1960 a 1974), por isso recebeu um atestado e uma medalha de ouro como combatente da liberdade de 1° grau em ocasião das comemorações do 30° aniversário da independência nacional celebrada a 11 de Novembro de 2005.

Actividades literárias:

– Co-fundador da UEA – União dos Escritores Angolanos.

– Vice-presidente da Assembleia-geral da UEA no período 1980-1985.

– Escritor, autor de várias obras entre as quais: Gentes do mato, Nzinga Mbandi, N’dalatando em chamas, o 4 de Fevereiro pelos próprios – Uma vida em prol da pátria. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA