Presidente da República rende homenagem ao governador do Cunene

António Didalelwa, Governador do Cunene ( arquivo) (Foto: Angop)

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, rendeu hoje, sexta – feira, em Luanda, homenagem ao governador da província do Cunene, António Didalelwa, falecido no passado dia 31 de Agosto, na Clínica Girassol, capital do país, vítima de doença.

Depois da entoação do hino nacional o Chefe de Estado angolano, que esteve acompanhado da primeira dama da República, Ana Paula dos Santos, posicionou-se em frente à urna, e depositou uma coroa de flores paralela à mesma, gesto que simbolizou a última homenagem a António Didalelwa, tendo depois saudado os familiares do malogrado dentre elas a viúva e os filhos.

Nas antigas instalações onde funcionou a Assembleia Nacional, local do velório renderam igualmente homenagem titulares dos órgãos de soberania, membros do Bureau Político do MPLA e dos deputados à Assembleia Nacional.

Homenagearam também o falecido destacado militante do MPLA entre outras figuras, membros do Comité Central do MPLA, de órgãos de defesa, segurança e ordem pública, entidades eclesiásticas, representantes de partidos políticos, do corpo diplomático, entidades eclesiásticas de organizações sociais , partidos políticos e da sociedade civil.

Ainda hoje, sexta-feira, a urna contendo os restos mortais segue em cortejo fúnebre para a Base Aérea Militar, seguindo para a província do Cunene, sua terra natal.

Após a chegada da aeronave com os restos mortais a Ondjiva, saíra em cortejo automóvel para o Centro Administrativo do governo daquela província. Mais tarde, segundo o programa, partirá em cortejo automóvel para a residência do governador.

Para sábado (3 de Setembro), está prevista a partida em cortejo automóvel para o Bispado, seguida de uma missa de corpo presente, antes da saída para o Cemitério de Onaweva, onde será sepultado.

Dados biográficos

António Didalelwa, filho de Eduardo Sikoyeni e de Berta Kulipikuwa, nasceu a 23/03/1955, no município de Cuanhama, província do Cunene. Foi militante activo do MPLA, durante 41 anos.

Além de governador provincial do Cunene, foi membro do Comité Central do MPLA e 1º secretário provincial do partido. Ingressou no MPLA em 1974 e de 1977 a 1982 foi organizador e maestro do grupo músico-cultural da OPA na escola “Popular 1 de Dezembro”, província da Huíla.

De 1991 a 1993 foi membro do Comité Municipal do partido, no Lubango; de 1992 a 1996 fez parte da comissão organizadora para a criação (pela primeira vez) da célula do MPLA, em Londres (Reino Unido Inglaterra).

Entre 1980 e 1985 licenciou-se, pelo Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED-Lubango), opção de matemática; e entre 1986 e 1993 foi director do núcleo da Faculdade de Economia da Universidade Agostinho Neto, no Lubango, e docente da mesma Faculdade, desde 1984.

Entre 1992 e 1995 licenciou-se em economia, no The London School of Economics and Political science (LSE), um dos colégios da Universidade de Londres, Reino Unido; e de 1995 a 1997 concluiu o mestrado em economia, no Middlesex University Londres, Inglaterra.

De 1978 a 1990 foi sindicalista, tendo ocupado os seguintes cargos: secretário para organização, na escola Popular 1 de Dezembro.

Em 2002, foi nomeado para exercer o cargo de vice-reitor da Universidade Agostinho Neto para o centro Universitário da Huíla. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA