Portugal: Ganho do BCP impulsiona bolsa

(Miguel Baltazar/Negócios)

A bolsa nacional sobe e acompanha a evolução das congéneres europeias, em dia de Fed e, por cá, de AG do BPI. A contribuir para a subida do índice nacional está o BCP, que recupera das quedas recentes.

O PSI-20 sobe 0,49% para 4.560,75 pontos, com 12 cotadas em alta, duas em queda e quatro inalteradas. Entre os congéneres europeus a tendência é de subidas acentuadas, no dia em que se aguarda pelo final da reunião da Reserva Federal (Fed) dos EUA. A expectativa é que os juros sejam mantidos nesta reunião de Setembro, mas que seja aberta a porta à subida de juros.

A contribuir para a subida da bolsa está o ganho de 1,94% do BCP, que negoceia nos 1,58 cêntimos, depois de ontem ter igualado o mínimo histórico de 1,51 cêntimos atingido no pós-Brexit.

Ainda na banca, as acções do BPI foram suspensas pelo regulador do mercado de capitais, no dia em que os accionistas do banco vão reunir-se e em que se espera que o impasse em torno da OPA do CaixaBank se resolva.

A contribuir para a subida da bolsa está também a EDP, ao somar 0,82% para 2,948 euros, bem como a Galp, que aprecia 0,80% para 11,97 euros. Ainda na energia, a EDP Renováveis cai 0,37% para 7,012 euros e contraria a tendência de ganhos.

A Jerónimo Martins também está a ajudar à subida da bolsa, ao valorizar-se 0,37% para 15,06 euros. Já a sua rival Sonae SGPS aprecia 0,76% para 0,663 euros. (Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA