Papa Francisco quer beatificar o padre francês assassinado em plena missa

(Euronews)

O Papa Francisco pretende beatificar o padre francês assassinado, em julho, por militantes islâmicos enquanto celebrava a Eucaristia, na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray. Esta quarta-feira o Sumo Pontífice da Igreja Católica celebrou missa em nome do sacerdote Jacques Hamel. Durante a celebração as palavras do Papa foram duras:

“Gostava que todas as religiões dissessem que matar em nome de Deus é satânico”, afirmou Francisco.

A assistir à missa, na cidade do Vaticano, esteve um grupo de 80 paroquianos da localidade francesa onde ocorreu a tragédia e o seu bispo:

“Tinha previsto, com o meu irmão, o Padre Jacques Hamel, vir em 2017, ver o Papa, assistir à missa. Há muito tempo que ele queria fazê-lo mas dizia que havia coisas a fazer na paróquia, que talvez não tivesse tempo… Mas como a sua idade ia avançando eu disse-lhe “Jacques, tens, pelo menos, de ter permitir essa alegria de ir ver o Papa” e, finalmente, ele disse-me que sim… E pronto, sou eu que estou aqui no lugar dele… em sua memória e porque sacrificou a sua vida… Terminar assim, em sacrifício, no altar… A mensagem tem de ser forte, grandiosa… e não deve ficar por aqui… Desejo que todas as comunidades, todas as religiões, deem as mãos, como ele fez, para semear a partilha e a tolerância entre todas as confissões e pessoas.” (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA