País reeleito para vice-presidência da FDIM para África pela quarta vez

Luzia Inglês - Vice-Presidente FDIM para África (Foto: Joaquina Bento)

A República de Angola, na pessoa da secretária-geral da OMA, Luzia Inglês Van-Dunen “Inga”, foi reeleita sábado, em Bogotá, Colômbia, para assumir a primeira vice-presidência da FDIM para Africa, depois de ter sido feita uma alteração ao estatuto onde as regiões passam a ter duas Vice-presidentes.

A Namíbia vai assumir a segunda vice-presidência, enquanto Moçambique continua a assumir a coordenação do escritório regional.

El Salvador, na pessoa de Lorena Pena, foi eleita para assumir a presidência da FDIM, em substituição da brasileira Márcia Campos que dirigiu a FDIM por 15 anos.

De recordar que Angola assume a vice-presidência desde 2003, altura em que a OMA era representada pela angolana Ruth Neto e já estava no seu terceiro mandato, sendo o último como rezavam os estatutos ora alterados.

A FDIM está reunida desde quinta-feira, com mais de 300 delegadas, provenientes de todo o mundo.

No XVI Congresso da FDIM, que decorre sob o lema “Mulheres unidas pela paz, Angola participou com 22 delegadas, filiadas à organização. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA