Namibe: Comunidade de Saco-Mar conta com uma escola

Escola na localidade de Saco-Mar (Foto: Osvaldo Serafim)

Uma escola de quatro salas de aulas para 240 alunos do ensino primário foi inaugurada sexta-feira, na comunidade de Saco-Mar, sete quilómetros da sede capital.

A infraestrutura, cuja inauguração coube ao ministro dos Transportes, Augusto Tomas da Silva, foi construída no âmbito do fruto de cooperação do governo de Angola e da China.

No acto do corte da fita, o ministro dos Transportes, afirmou que os Caminhos de Ferro de Moçâmedes marcam mais um passo, dando cumprimento a uma orientação do Presidente da República, José Eduardo Santos, segundo a qual as empresas públicas devem não só serem eficientes e eficazes ao prestar serviços aos seus clientes, mas também e sobretudo, devem saber repartir os benefícios, os ganhos com os seus trabalhadores, suas famílias e as comunidades onde estão inseridas.

“ É no sentido de se materializar esta orientação superior, que o ministério dos Transportes, tem vindo um pouco por todo o país, a repartir ganhos sociais, no âmbito da sua responsabilidade social com os trabalhadores, no domínio da transportação, habitação social, educação e da prestação dos erviços médicos”, acrescentou o ministro.

A escola, segundo o governante, vai ajudar a minimizar os problemas com as crianças nestas redondezas, tendo agradecido o governo da província do Namibe pelo apoio e o carinho de solidariedade manifestada ao longo de todo este percurso, para a realização dos grandes objectivos do CFM.

Por outro lado, apelou as crianças que irão estudar nesta escola, encarregados de educação e os professores, para preservarem e trabalharem no sentido da manutenção da infraestrutura, “embora reduzidas vão contribuir certamente para ajudar a formar o homem novo que vai receber e dar continuidade ao processo de reconstrução e desenvolvimento do nosso país”.

A comunidade, numa mensagem, agradeceu os esforços do executivo angolano consubstanciados na melhoria das condições de vidas das populações, com a colocação de escolas, postos de saúde, energia, água e outros serviços.

A comunidade comprometeu-se em cuidar do património público para que sirva as futuras gerações.

Na mesma actividade, o governante procedeu ainda a inauguração de quatro residências para os funcionários do CFM.

A comunidade de Saco-Mar, adjacente a comuna do Forte Santa-Rita possui uma população estimada em mais de 10 mil habitantes. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA