“Nada impede a realização das eleições gerais”

João Lourenço (Foto: Pedro Parente)

O vice-presidente do MPLA, João Lourenço, afirmou, ontem em Luanda, que não há nada que impeça a realização das eleições gerais previstas para o próximo ano.

João Lourenço, que falava momentos depois de actualizar o seu registo eleitoral, no Largo António Jacinto, adjacente à sede nacional do partido, referiu que, depois da aprovação da Constituição, em 2010, e a realização das eleições gerais em 2012, o país entrou numa fase de realização regular de eleições de cinco em cinco anos. “Não poderá haver desculpas de ordem alguma que impeçam a realização de eleições dentro dos ciclos considerados normais”, disse o político, sublinhado que, desde as últimas eleições, se está a cumprir o que a Constituição definiu.

Questionado sobre a intenção do líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, de intentar uma acção junto do Tribunal Constitucional para verificação da constitucionalidade do acto de registo eleitoral que está a ser realizado pelo Ministério da Administração do Território, o vice-presidente do MPLA disse: “ele próprio (Abel Chivukuvuku) fez a actualização do seu registo, o que significa que confia no processo. Ao contrário, não teria feito.” João Loureço exortou os militantes, amigos e simpatizantes do MPLA e a todos os cidadãos em geral a afluírem aos postos de atualização do registo eleitoral.

Membros do secretariado do Bureau Político do MPLA e funcionários da sede nacional do MPLA atualizaram o seu registo eleitoral ontem, no Largo António Jacinto, adjacente à sede nacional do partido governante. O vice-presidente, João Lourenço, foi o primeiro a actualizar os seus dados na presença do ministro Bornito de Sousa. (Jornal de Angola)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA