Moxico: Administrador aconselha disciplina e higiene no uso dos balneários públicos

Balneários públicos (Foto: Angop)

O uso racional, disciplinado e dentro dos padrões de higiene pessoal nos balneários públicos construídos na cidade do Luena, foi hoje, quinta-feira, no Luena, aconselhado pelo administrador do município do Moxico (sede), Bento Luembe Paulino.

Em declarações à Angop, sobre o estado actual dos balneários públicos, o administrador repudiou a falta de higiene destes equipamentos sociais, muitas vezes proporcionadas pelos usuários de forma deliberada.

Lembrou que o governo constrói equipamentos socais que devem ser usados convenientemente pelos cidadãos, de modo a durar mais tempo.

Afirmou que o propósito da construção dos balneários públicos tem que ver com a necessidade de se acabar com a defecação ao ar livre, criando um ambiente saudável e de sustentabilidade ambiental.

O responsável acusou os usuários de faltar-lhes cultura e cuidado do património público postos ao seu dispor, fazendo uso irracional e desmedido, razão pela qual tenciona-se desenvolver um programa de educação cívica. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA