Ministra apela responsabilidade social para melhoria do ambiente

Maria de Fátima Monteiro Jardim Ministra do Ambiente (Foto: ANTONIO ESCRIVAO/Arquivo)

A ministra do Ambiente, Fátima Jardim solicitou hoje (quinta-feira), aos cidadãos, maior responsabilidade social para com as questões relativas ao manuseamento dos resíduos sólidos e promoção do bem-estar ambiental.

A governante proferiu o apelo quando procedia a abertura do seminário de formadores de educadores ambientais para gestão de resíduos em Luanda, durante o qual augurou a entrega e dedicação de todos.

De acordo com a responsável, a educação ambiental é um processo permanente, inesgotável e que associa a construção de novas consciências, conhecimentos, actitudes, comportamentos e sobretudo, formas de participação da sociedade.

Para si, é através de debates, de formação, transferência de conhecimentos, novas práticas pedagógicas e de actos de cidadania que os cidadãos podem resolver o problema dos resíduos sólidos.

Considerou importante fazer-se um apelo da responsabilidade social de todos sobre a visão para com a solução do lixo na capital e nas restantes províncias do país.

“Temos que melhorar a fiscalização. Devemos todos ser intervenientes na alteração dos comportamentos, actitudes, respeito para com os outros e darmos mais atenção a importância de se viver num ambiente sadio”, disse.

Fez saber que espera maior contribuição dos principais produtores de lixo.

O Programa Nacional de Educação Ambiental para os Resíduos será adaptado para as restantes províncias do país e prevê contribuir para a melhoria da limpeza em todos os municípios, bem como na prestação dos serviços dos operadores de limpeza.

Informou que vai se desconcentrar e descentralizar a abordagem da limpeza urbana, peri-urbana e rural das cidades, comunas, dos municípios dos bairros e envolver todos, a partir das casas, escolas, igrejas, associações, cooperativas e empresas, por formas a se melhorar a limpeza urbana, embelezar as cidades.

Fátima Jardim felicitou o governador provincial de Luanda, Higino Carneiro, pelo êxito que tem alcançado em colaboração com as administrações municipais e distritais, no combate ao lixo.

O seminário de formadores de educadores ambientais para gestão de resíduos em Luanda tem como objectivo contribuir para consciência crítica sobre os problemas ambientais, com vista a adopção de boas práticas para a sua preservação.

Tem igualmente como finalidade dotar os participantes de habilidades e capacidades técnicas como educadores ambientais por formas a garantir uma melhor intervenção nas acções de educação e sensibilização das comunidades sobre a gestão de resíduos sólidos e outros problemas ambientais.

Participaram do seminário com a duração de um dia, entre outros, funcionários das administrações municipais e distritais, membros religiosos, representantes das instituições de ensino, técnicos de saúde e presidentes das comissões de moradores. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA