Lunda-Sul: Gravidez precoce é consequência de problemas sociais

Natália Iculo - Directora provincial da Família e Promoção da Mulher (Foto: Hélder Dias)

A gravidez precoce é consequência da falta de orientação sexual, dialogo sem tabus entre pais e filhos, desestruturação familiar e de problemas sociais, afirmou hoje, quarta-feira, em Saurimo, província da Lunda-Sul, a directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Natália Iculo.

Em declarações à Angop, a propósito das causas e consequências deste fenómeno, a responsável disse que a gravidez na adolescência tem se tornado um problema social que atinge cada vez mais um número maior de famílias, sobretudo nas zonas rurais, que passam a ter toda a sua realidade alterada.

Segundo ela, a gravidez na adolescência não é um fenômeno novo no cenário angolano, apenas adquiriu proporções maiores, configurando-se uma temática preocupante para o angolano, já que mexe com a saúde humana.

“ Muitos são os impactos para a vida dos adolescentes que enfrentam uma gestação precoce, que muitas vezes é indesejada, das quais a perda de autonomia e da liberdade, afastamento dos amigos, rejeição do namorado, da família e da sociedade, dificuldades em executar algumas actividades habituais, entre outras”, disse.

Acrescentou que a gravidez na adolescência é uma realidade que não está restrita apenas as classes menos favorecidas, pois atinge a todas as classes sociais, gerando mudanças abruptas na estrutura das famílias.

Ressaltou ainda o papel da família e das políticas públicas, pois segundo ela, são de grande relevância no sentido de amenizar as problemáticas decorrentes desta gravidez que muitas vezes não é planejada e muito menos desejada por essa adolescente e seu namorado.

Na ocasião, explicou que a adolescência é o período de transição da infância a idade adulta, sendo um período de transformações físicas, psíquicas e, principalmente, social, onde os conflitos são mais intensos.

Esta fase da vida, prosseguiu, é considerada crucial no desenvolvimento do indivíduo, pois marca a estruturação da personalidade e configura-se também como uma etapa de busca da maturidade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA