Jordanos votaram em eleições marcadas pelo regresso da Irmandade Muçulmana

(Euronews)

Na Jordânia, contam-se os votos das legislativas, marcadas pelo regresso da Irmandade Muçulmana, principal força da oposição, que tinha boicotado os dois últimos escrutínios.

Segundo o presidente da comissão eleitoral, os resultados só deverão ser anunciados a partir de quinta-feira. Os analistas não prevêem grandes mudanças no Parlamento, com poderes limitados e dominado por próximos da monarquia jordana.

Um eleitor diz esperar que este escrutínio “conduza a melhores condições”. Acrescenta que “desde o início, o processo eleitoral” parece “ter corrido bem” e defende que “os candidatos são boas pessoas”, que “vão fazer o que é bom para o país”.

Outro eleitor afirma sentir “esperança, porque há novas caras que se espera que obtenham bons resultados. Não deverá ser como antes, quando apenas trabalharam para o seu benefício”.

A Irmandade Muçulmana, que lidera a Coligação Nacional para a Reforma, tinha boicotado as eleições de 2010 e 2013, denunciando irregularidades maciças e uma lei eleitoral que dava vantagem aos candidatos próximos do poder. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA