Infrasat aposta na expansão e melhoria dos seus serviços

Director executivo da INFRASAT, Diogo de Carvalho (Foto: Alberto Julião)

A Unidade de Negócios da Angola Telecom (INFRASAT) vai apostar nos próximos tempos , na melhoria da cobertura do sinal das operadoras de telefonia móvel e fixo e disponibilizar o serviço de internet nas regiões mais longínquas do país.

A empresa que em 2015 atingiu uma facturação de 27 milhões de dólares, valor que prevê manter em 2016, apontou o asseguramento da transmissão de dados para as grandes corporações e a expansão do serviço de telefonia rural com custos acessíveis como desafios da empresa.

Com esse tipo de apostas a empresa vai cumprir com os seus objectivos que passam pelo combate a infoexclusão e contribuir para o desenvolvimento do país no domínio das Tics, disse o director executivo da Infrasat, Diogo de Carvalho, durante o acto de celebração do oitavo aniversário da empresa.

Afirmou que esta intenção decorre do apelo feito pelo Executivo, no que toca a necessidade das empresas angolanas tornarem-se mais criativas na captação de novos mercados e contribuírem para diversificação da economia nacional.

Para concretizar o presente desafio, prosseguiu, a Infrasat vai adoptar, a partir deste mês, uma nova identidade corporativa que inclui também um novo slogan ajustado aos objectivos estratégicos definidos pela actual direcção.

Explicou que a ideia é dotar a empresa de um novo formato que lhe permita liderar o mercado das novas tecnologias de comunicação via satélite, almejando uma maior capacidade de intervenção dos seus serviços no país e em alguns países vizinhos.

Diogo de Carvalho assegurou que com o novo conceito corporativo, a empresa propõe-se liderar o mercado das telecomunicações via satélite no país e proporcionar as empresas e pessoas singulares um serviço de elevada qualidade.

O director justificou com optimismo as metas preconizadas pela sua empresa em cumprimento de um amplo programa do governo angolano que prevê a introdução do Angosat em 2017 e deste modo massificar a utilização das novas tecnologias de comunicação e informação.

Afirmou que a maior facturação advêm dos operadores móveis e das médias e grandes empresas sediadas em todo país.

A Infrasat que foi inaugurada em Setembro de 2008, resulta de uma Comissão Interministerial de Coordenação Geral do Projecto de Telecomunicações Via Satélite. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA