Huambo: Raiva é problema de saúde pública na província

Raiva Canina (oestadoce.com.br)

O médico Carlos Pedro considerou quarta-feira, na província do Huambo, a doença da raiva como um problema de saúde pública, por ser mortal em todos os casos.

Em declarações à imprensa, por ocasião do Dia Mundial Contra a Raiva, assinalado quarta-feira, informou que alguém infectado pela raiva tem, infelizmente, poucas hipóteses de sobreviver.

“A raiva é um problema sério de saúde pública, pois, uma vez declarada, é 100 porcento letal. O combate desta doença deve ser responsabilidade de todos, não apenas das autoridades sanitárias”, disse.

O médico informou que, este ano, o departamento de saúde pública da província do Huambo registou 16 óbitos de cidadãos que tinham sido infectados, por mordeduras ou arranhões de animais com a doeça.

Por esta razão, recomendou os criadores de cães, gatos e macacos, animais que hospedam a doença, a cumprirem com o calendário vacinal, impedindo que os mesmos animais sejam infectados pela raiva.

Também aconselhou a manterem em cativeiros estes animais, preferencialmente acorrentados nos quintais, para não saírem à rua e terem contacto com outros que têm raiva.

A raiva é uma doença infeciosa que afecta os mamíferos, causada por um vírus, que se instala e multiplica primeiro nos nervos periféricos e depois no sistema nervoso central e dali para as glândulas salivares, de onde se multiplica e propaga. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA