Huambo: Administradora em exercício do Longonjo defende alfabetização como factor de desenvolvimento

AULAS DE ALFABETIZAÇÃO (Foto: Lucas Neto)

O governo angolano assume a alfabetização como imperativo ao desenvolvimento económico e social do país, afirmou quinta-feira a administradora municipal em exercício do Longonjo, província do Huambo.

Isabel Jepele Afonso afirmou o facto na cerimónia de abertura da jornada em alusão ao Dia Internacional da Alfabetização, a comemorar-se a 8 deste mês.

A dirigente, que falava por ocasião do Dia Mundial da Alfabetização, disse que aprender a ler e a escrever são pressupostos que ajudam na redução da pobreza, uma vez que as pessoas passam a compreender melhor os programas de saneamento básico, utilização de técnicas de fomento agrícola, protecção da saúde, entre outros.

Por isso, valorizou o papel dos alfabetizadores ao apelar aos responsáveis municipais para abraçar este processo, por forma a erradicar o analfabetismo.

A jornada para saudar o Dia Internacional da Alfabetização inclui actividades culturais, recreativas e desportivas com a participação de vários actores da sociedade.

Participaram do acto, que teve lugar no bairro periférico de Capango, membros da administração municipal, autoridades tradicionais, entidades eclesiásticas e a população, em geral.

No município do Longonjo, cerca de oito mil alfabetizandos estão matriculados neste ano lectivo, estando as aulas asseguradas por 110 alfabetizadores. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA