FMI recomenda esforço redobrado a São Tomé e Príncipe

(AP)

São Tomé e Príncipe deve fazer um esforço redobrado para atingir a meta fiscal fixada até Dezembro, no âmbito do programa de crescimento económico assinado com o Fundo Monetário Internacional.

A recomendação é da equipa do FMI, que se encontra no país para avaliar o desempenho macroeconómico do Governo.

Esta é a segunda vez que os peritos do FMI vêm a São Tome e Príncipe para avaliar o desempenho macroeconómico do Governo depois da assinatura, em Julho de 2015, do novo programa de crescimento económico entre as partes.

A avaliação em curso compreende o período de Janeiro e Junho de 2016.

Depois de várias sessões de trabalho com os técnicos do Ministério das Finanças, a equipa do Fundo Monetário Internacional, através do seu Director Adjunto para África, David Owen, recomendou ao Governo do arquipélago esforços redobrados na arrecadação de receitas fiscais e contenção de despesas públicas para que seja atingida a meta fiscal fixada para Dezembro deste ano.

Por seu lado, o Governo são-tomense, através do Ministro das Finanças e Administração Pública, Américo Ramos, justificou a pressão sobre as despesas públicas com o ano eleitoral, mas prometeu corrigir a situação até Dezembro. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA