Facebook e Twitter juntam-se para melhorar notícias online

(AFP)

Facebook, Twitter, grupos tecnológicos e meios de comunicação, incluindo a Agence France-Presse (AFP), se uniram em uma grande coligação que buscar filtrar a informação errada na internet e melhorar a qualidade das notícias nas redes sociais.

O blog First Draft News, respaldado pelo Google, anunciou nesta terça-feira (13) que cerca de 20 organizações de notícias farão parte do grupo que busca compartilhar informação sobre as boas práticas jornalísticas na era digital.

Jenni Sargent, directora-executiva do First Draft, indicou que esse agrupamento ajudará a avançar até a meta das organizações para melhorar as notícias online e nas redes sociais.

“Filtrar a informação falsa pode ser difícil. Inclusive se os meios de comunicação só compartilham dados comparados e histórias verificadas, cada um é um emissor e uma fonte potencial”, disse em um texto publicado no blog First Draft.

“Não vamos resolver esses problemas da noite para o dia, mas certamente não será resolvido pelas organizações individualmente”, escreveu.

Sargent explicou que a coligação desenvolverá programas de capacitação e “uma plataforma de verificação cooperativa”, assim como um código voluntário de boas práticas para notícias da internet.

“Vivemos em um tempo em que a confiança e a verdade são assuntos que todas as redações devem lidar e também as próprias plataformas nas redes sociais”, sustentou.

“Cada sócio se compromete a compartilhar conhecimento, desenvolver políticas e conceber capitações sobre como os jornalistas usam as redes sociais para encontrar e relatar notícias”.

O anúncio é feito em meio a preocupações sobre a crescente importância das redes sociais, especialmente do Facebook, para divulgar e filtrar notícias, e que, em alguns casos, já permitiu que fossem proliferadas montagens e informações falsas.

Essa coligação incluirá o Facebook, Twitter, YouTube, The New York Times, Washington Post, BuzzFeed News, CNN, ABC News of Australia, ProPublica, AFP, The Telegraph, France Info, Breaking News, Le Monde’s Les Decodeurs, International Business Times UK, Eurovision News Exchange e a agência Al Jazeera Media Network.

Outras organizações como a Amnistia Internacional, o Centro Europeu de Jornalismo, American Press Institute, International Fact Checking Network e Duke Reporters Lab também fazem parte do grupo.

O First Draft foi criado no ano passado com o apoio do Google News Lab e trabalhou com o YouTube na verificação de vídeos gerados por usuários, entre outros projectos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA