EUA: seguranças de Clinton deviam andar desarmados, diz Trump

(Euronews)

O candidato presidencial norte-americano, Donald Trump volta a gerar controvérsia.

Desta feita as críticas surgiram após Trump afirmar na sexta-feira que os seguranças de Hillary Clinton deveriam andar desarmados.

As afirmações são uma referência à segunda emenda da constituição norte-americana a qual garante o direito à posse de armas.

“Acho que os guarda-costas de Hillary deviam deixar as armas em casa. Não acham? Acho que deviam andar desarmados. Imediatamente. O que é que acham? Tirem-lhes as armas, ela não quer armas. Vamos ver o que é que lhe acontece? OK? Seria muito perigoso”, disse Trump num discurso proferido em Miami, na Florida, perante cerca de quatro mil pessoas.

Após o discurso, o candidato republicano foi acusado de incitar à violência contra a candidata democrata.

Após três dias de repouso na sequência de uma pneumonia, Hillary Clinton regressou à campanha com uma aparição no programa de um apresentador famoso, Jimmy Fallon.

O humor e o recente caso de pneumonia da candidata presidencial democrata dominaram o programa. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA