Estados Unidos ameaçam suspender negociações sobre Síria

John Kerry telefonou Seguei Lavrov (AP)

Em causa ataques do Governo sírio com apoio da Rússia na cidade de Aleppo.

Os Estados Unidos ameaçaram nesta quarta-feira, 28, interromper sua actividade diplomática com a Rússia na Síria e disseram que responsabilizam Moscovo pelo uso de bombas incendiárias na cidade de Aleppo.

Esta mensagem foi transmitida por telefone pelo secretário de Estado americano, John Kerry, ao ministro russo das Relações Exterior, Sergei Lavrov.

Kerry expressou uma “preocupação grave” com o ataque aéreo e terrestre do Governo sírio, com apoio da Rússia, a áreas controladas por rebeldes em Aleppo, maior cidade da Síria.

Uma fonte da Administração Obama que falou sob anonimato admitiu que essas acções podem dar origem a acusações de crimes de guerra contra os russos.

Bombardeamentos de aviões de guerra russos ou sírios impediram um hospital de Aleppo de manter as portas abertas hoje, ao mesmo tempo que forças terrestres intensificaram um ataque ao sector da cidade controlada por rebeldes.

Os governos da Síria e Rússia afirmaram que apenas perseguiram militantes do Estado Islâmico e de outros grupos.

O colapso de um cessar-fogo mediado pelos Estados Unidos e Rússia no dia 19 de Setembro e a intensificação dramática da ofensiva do Governo sírio em Aleppo obrigaram autoridades americanas a reconsiderar o que podem tentar fazer para deter a violência. (Voa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA