Estado da União: “UE não está em risco” mas é preciso reforçar a unidade, garante Juncker

(Euronews)

Jean-Claude Juncker garante que a União Europeia (UE) não está em perigo com a saída do Reino Unido do bloco europeu. O presidente da Comissão Europeia, durante o discurso sobre o estado da União, feito esta manhã no Parlamento Europeu em Estrasburgo defendeu que a decisão dos britânicos vai ser respeitada e deve concretizar-se o mais depressa possível, para que as relações com o Reino Unido se tornem normais.”

“A União Europeia não está nas suas melhores condições, Muitas coisas mudaram mas não para melhor. Algumas das mudanças levam-nos a crer que estamos a enfrentar uma crise existencial da União Europeia”, garantiu o presidente do executivo europeu.

Juncker lembrou ainda que as dívidas continuam demasiado altas, apesar da descida nos défices. Por isso deve haver flexibilidade inteligente para que não seja posto em perigo o crescimento”.

Em matéria de migrações, o luxemburguês lembrou que “quando se trata de gerir a crise de refugiados temos de começar a ver solidariedade. Estou convencido de que precisamos de mais solidariedade mas a solidariedade tem de ser voluntária. Não podemos forçar ninguém. Deve vir do coração, não pode ser forçada, não pode ser imposta”.

Perante a sessão plenária em Estrasburgo, o presidente da Comissão apelou à unidade para ultrapassar o actual quadro de desunião e garantiu que não se vai ceder aos populismos.

Pode rever todo o discurso do presidente da Comissão Europeia na nossa página. (Euronews)

DEIXE UMA RESPOSTA