Didalelwa: Elogio fúnebre da direcção do MPLA, apresentado pelo SG, Camarada Paulo Kassoma

(MPLA)

ELOGIO FÚNEBRE
DO CAMARADA ANTÓNIO DIDALELWA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL, PRIMEIRO-SECRETÁRIO DO MPLA E GOVERNADOR DA PROVÍNCIA DO CUNENE

SUA EXCELÊNCIA BORNITO DE SOUSA, MINISTRO DA ADMINISTRAÇÃO DO TERRITÓRIO,
SUA EXCELÊNCIA JOSÉ DO NASCIMENTO VEYELENGE, GOVERNADOR EM EXERCÍCIO DA PROVÍNCIA DO CUNENE,
SUAS EXCELÊNCIAS REPRESENTANTES DOS ÓRGÃOS DE SOBERANIA,
EXCELENTÍSSIMOS CAMARADAS MEMBROS DA DIRECÇÃO CENTRAL E PROVINCIAL DO MPLA,
EXCELENTÍSSIMOS SENHORES MEMBROS DO GOVERNO PROVINCIAL DO CUNENE,
REPRESENTANTES DE ENTIDADES ECLESIÁSTICAS,
DIGNAS AUTORIDADES TRADICIONAIS,
População DO CUNENE,
QUERIDOS FAMILIARES DO MALOGRADO,
EXCELÊNCIAS,
MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,

APENAS ALGUNS DIAS DEPOIS DA REALIZAÇÃO DO VII CONGRESSO ORDINÁRIO DO MPLA, QUE OCORREU DE 17 A 20 DE AGOSTO, EM LUANDA, E QUE FOI UM VERDADEIRO ÊXITO, EIS QUE QUINTA-FEIRA, 31 DE AGOSTO, A NOTÍCIA DEIXOU-NOS CONSTERNADOS.

MORREU, VÍTIMA DE DOENÇA, O CAMARADA ANTÓNIO DIDALELWA, MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL, PRIMEIRO SECRETÁRIO DO MPLA E GOVERNADOR DA PROVÍNCIA DO CUNENE.

ASSIM, CUMPRIMOS HOJE O DOLOROSO DEVER DE ACOMPANHAR À SUA ÚLTIMA MORADA, UM ILUSTRE CAMARADA, CUJA MORTE TRAIÇOEIRA PRIVOU-NOS BRUSCAMENTE DO SEU CONVÍVIO, AQUELE QUE EM VIDA FOI UM LUTADOR INCANSÁVEL PELA CAUSA DO POVO ANGOLANO E PELOS IDEIAS DO PARTIDO EM QUE SE FILIOU MUITO CEDO, HONRANDO SEMPRE AS CORES VERMELHA, PRETA E AMARELA DA BANDEIRA DO GLORIOSO MPLA.

PARA A DERRADEIRA HOMENAGEM AO ILUSTRE CAMARADA, AO MILITANTE DISCIPLINADO, AO INTELECTUAL COMPETENTE, AO DIRIGENTE COM ALTO ESPÍRITO DE MISSÃO E AMOR A PÁTRIA, ESTÃO AQUI MEMBROS DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA, DOS

ÓRGÃOS DE SOBERANIA, REPRESENTANTES DO GOVERNO PROVINCIAL DO CUNENE, ENTIDADES RELIGIOSAS, TRADICIONAIS, MILITANTES DO PARTIDO, DA OMA E DA JMPLA E A POPULAÇÃO DA PROVÍNCIA.

O CAMARADA ANTÓNIO DIDALELWA NASCEU A 23 DE MARÇO DE 1955, NO MUNICÍPIO DE CUANHAMA (CUNENE) ERA FILHO DE EDUARDO SIKOYENI E DE BERTA KULIPIKUWA, O 3º DE 6 IRMÃOS.

FEZ OS SEUS ESTUDOS PRIMÁRIOS, NO CUNENE E OS SECUNDÁRIOS NO SEMINÁRIO CATÓLICO DO JAU, NA HUÍLA, PROVÍNCIA ONDE TAMBÉM FEZ UMA LICENCIATURA, EM MATEMÁTICA, NO INSTITUTO SUPERIOR DAS CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO, TENDO SIDO UM DOS PRIMEIROS QUADROS A SER FORMADO NESTA INSTITUIÇÃO, ONDE SE DESTACOU PELAS BRILHANTES NOTAS, NAS DIFERENTES CADEIRAS CURRICULARES.

POSTERIORMENTE FOI BOLSEIRO NO REINO UNIDO, DE 1992 A 1999, ONDE FORMOU-SE EM ECONOMIA, FEZ MESTRADO E ERA DOUTORANDO EM CIÊNCIAS ECONÓMICAS. NESTE PAÍS EUROPEU DESENVOLVEU ACTIVIDADE EXTRA ESCOLARES E EXERCEU MILITÂNCIA ACTIVA NA CÉLULA DO MPLA, TENDO SIDO SEU TESOUREIRO E COORDENADOR DA COMISSÃO PARA AS QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS.

O CAMARADA DIDALELWA, COMO ERA MAIS CONHECIDO, INTEGROU O MPLA EM 1974 E PARTICIPOU NA II GUERRA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL, NA 5ª REGIÃO POLITICO-MILITAR, CUMPRINDO SEMPRE COM ZELO, DISCIPLINA E ESPÍRITO PATRIÓTICO TODAS AS MISSÕES QUE LHE FORAM CONFIADAS.

MILITANTE CONSEQUENTE E SEMPRE DISPONÍVEL PARA O CHAMAMENTO E CUMPRIMENTO DAS ORIENTAÇÕES EMANADAS PELA DIRECÇÃO DO PARTIDO, GRANJEOU A CONFIANÇA DOS SEUS CAMARADAS, SENDO EM 2003 ELEITO MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA, NO V CONGRESSO ORDINÁRIO DO PARTIDO.

FRUTO DAS SUAS INÚMERAS QUALIDADES COMO INTELECTUAL E SERVIDOR PÚBLICO, FOI NOMEADO PELO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, CAMARADA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, EM OUTUBRO DE 2008, GOVERNADOR DA PROVÍNCIA DO CUNENE, CARGO QUE EXERCEU COM ZELO ATÉ QUE A MORTE CRUEL LHE RETIROU DO NOSSO CONVÍVIO.

EM 2009 FOI ELEITO PRIMEIRO SECRETÁRIO DO MPLA NO CUNENE, CARGO NO QUAL FOI RECONDUZIDO, NA SEQUÊNCIA DO PROCESSO ORGÂNICO DO VII CONGRESSO DO PARTIDO.

AQUANDO DAS ELEIÇÕES GERAIS DE 2012, FOI ELEITO DEPUTADO A ASSEMBLEIA NACIONAL, SENDO O CABEÇA DE LISTA DO CÍRCULO PROVINCIAL DO CUNENE. PORÉM, SUSPENDEU O MANDATO POR INCOMPATIBILIDADE DE FUNÇÕES.

INTELECTUAL DE MERECIDO MÉRITO, O CAMARADA DIDALELWA ESTEVE SEMPRE PREOCUPADO COM A FORMAÇÃO DOS QUADROS ANGOLANOS, TENDO COM BRIO E PROFISSIONALISMO ABRAÇADO A DOCÊNCIA. FOI PROFESSOR UNIVERSITÁRIO DURANTE MUITOS ANOS, DEMONSTRADO QUALIDADES RECONHECIDAS POR COLEGAS, ESTUDANTES E ALUNOS. NESTA SENDA, DESEMPENHOU AS FUNÇÕES DE VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE AGOSTINHO NETO, PARA O CENTRO UNIVERSITÁRIO DA HUÍLA, ATÉ A ALTURA EM QUE É NOMEADO GOVERNADOR DO CUNENE.

AINDA NA PROVÍNCIA DA HUÍLA DESTACOU-SE COMO SINDICALISTA, EXERCENDO OS CARGOS DE 1º SECRETÁRIO DA COMISSÃO SINDICAL DA ESCOLA POPULAR 1 DE DEZEMBRO E DO ISCED, TENDO, IGUALMENTE, SIDO MEMBRO DO CONSELHO PROVINCIAL DA UNTA, NA HUÍLA.

MINHAS SENHORAS E SENHORES,
ILUSTRES CAMARADAS,

O CAMARADA ANTÓNIO DIDALELWA ERA CASADO COM A DEPUTADA E MEMBRO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA, GERDINA ULIPAMUE DIDALELWA. É PAI DE 9 FILHOS PARA OS QUAIS SEMPRE DEDICOU TODO AMOR E CARINHO, ACOMPANHANDO DE PERTO O CRESCIMENTO, A EDUCAÇÃO E O ENCAMINHAMENTO DESTES, NÃO OBSTANTE AS INÚMERAS RESPONSABILIDADES QUE ASSUMIU.

DE TRATO FÁCIL E AMIGO DOS SEUS AMIGOS, O CAMARADA DIDALELWA ERA UM CRISTÃO DEVOTADO E TINHA TAMBÉM UMA VEIA ARTÍSTICA, TENDO SIDO MAESTRO DO ORFEÃO (GRUPO CORAL) DO ISCED E PERTENCIDO AO CONJUNTO MUSICAL ESTRELA DA LIBERDADE, NA CIDADE DO LUBANGO, CUJO PROPÓSITO ERA APOIAR AS ACTIVIDADES CULTURAIS EM UNIDADES MILITARES.

COMO GOVERNADOR DA PROVÍNCIA QUE O VIU NASCER, O CUNENE, O MALOGRADO SEMPRE DESEMPENHOU COM ÊXITO AS SUAS ATRIBUIÇÕES, PRIVILEGIADO UMA ADMINISTRAÇÃO INCLUSIVA TENDO COMO FOCO PRINCIPAL MELHORAR AS

CONDIÇÕES SÓCIO ECONÓMICAS DA POPULAÇÃO DA PROVÍNCIA.

SÃO VISÍVEIS OS ÊXITOS ALCANÇADOS EM TERMOS DE NOVAS INFRAESTRUTURAS E NÃO SÓ, COM DESTAQUE PARA A CIDADE DE ONDJIVA QUE HOJE APRESENTA UM NOVO ROSTO, BASTANTE DIFERENTE DO TEMPO EM QUE ERA UMA CIDADE DEGRADADA EM CONSEQUÊNCIA DO CONFLITO ARMADO.

IMPORTA TAMBÉM RECONHECER A SUA INTEGRIDADE INCONDICIONAL NO EXERCÍCIO DAS FUNÇÕES DE DIRIGENTE MÁXIMO DO MPLA NO CUNENE, ONDE CONSEGUIU IMPRIMIR UMA DINÂMICA DE CRESCIMENTO, FORTALECIMENTO E COESÃO NAS ESTRUTURAS DO PARTIDO.

NÃO OBSTANTE A SUA DEBILITADA SAÚDE, NOS ÚLTIMOS TEMPOS, FOI EVIDENTE A SUA LIDERANÇA DURANTE O PROCESSO ORGÂNICO DO VII CONGRESSO DO MPLA, CONGREGANDO OS MILITANTES, SIMPATIZANTES E AMIGOS EM TORNO DA DIRECÇÃO DO PARTIDO E DO CAMARADA PRESIDENTE JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS.

NESTE MOMENTO DE CONSTERNAÇÃO E LUTO, NÃO PODEMOS DEIXAR DE ENDEREÇAR PALAVRAS DE CONFORTO PELA PERDA IRREPARÁVEL, AOS SEUS FILHOS E ESPOSA DESEJANDO-OS MUITA FORÇA E CORAGEM PARA SUPERAREM TAMANHA DOR CAUSADA POR ESTE INFORTÚNIO.

COM ESTE INFAUSTO ACONTECIMENTO, O MPLA E O POVO ANGOLANO PERDEM UM MILITANTE ILUSTRE E UM FILHO DISTINTO, DE QUEM AINDA MUITO SE PODIA ESPERAR PARA A CRIAÇÃO DE MELHORES

CONDIÇÕES PARA OS ANGOLANOS E O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS.

É DIFÍCIL ACEITAR, MAS O CICLO DA VIDA É MESMO IMUTÁVEL, AS PESSOAS NASCEM, CRESCEM E MORREM, É A LEI DA NATUREZA CONTRA A QUAL NADA PODEMOS FAZER, ALÉM DE PRESTARMOS ESTA HOMENAGEM. É POR ISSO QUE AQUI ESTAMOS, OS TEUS CAMARADAS, AMIGOS, ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS, A POPULAÇÃO DO CUNENE E A FAMÍLIA ENLUTADA PARA O ADEUS A ESTE GUERREIRO QUE PARTE PREMATURAMENTE PARA A CAMINHADA FINAL.

NESTE MOMENTO DE DOR E DE LUTO, O COMITÉ CENTRAL DO MPLA CURVA-SE PERANTE A MEMÓRIA DO MALOGRADO E, EM NOME DOS MILITANTES, SIMPATIZANTES E AMIGOS DO PARTIDO, ENDEREÇA A FAMÍLIA AS SUAS MAIS SENTIDAS CONDOLÊNCIAS.

HONRA E GLÓRIA AO COMPANHEIRO ANTÓNIO DIDALELWA E QUE A SUA ALMA DESCANSE EM PAZ

MPLA – COM O POVO, RUMO À VITÓRIA
PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

ONDJIVA, AOS 03 DE SETEMBRO DE 20016.
O COMITÉ CENTRAL.

(nota de imprensa enviada à redacção do Portal de Angola com pedido de publicação)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA