“De Wilders, Trump e outros nacionalistas instigam humilhação racial e preconceito religioso”

(Euronews)

O Alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos acusa destacadas figuras nacionalistas na Europa e dos Estados Unidos de disseminarem humilhação racial e preconceito religioso.

Na conferência sobre segurança e justiça, em Haia, Zeid Ra’ad al Hussein alertou para a emergência das políticas populistas com potencial para se tornarem violentas.

“Não comparo as ações dos demagogos nacionalistas com as do Daesh, que são monstruosas, nojentas – e o Daesh tem que enfrentar a justiça, – mas no modo de comunicação, o uso de meias verdades e e excessivas simplificações, a propaganda do Daesh usa táticas semelhantes às dos populistas”, disse.

Zeid referiu-se ao holandês Geert de Wilders e a outras personalidades como o candidato presidencial norte-americano, Donald Trump.

“As comunidades vão entrincheirar-se em campos hostis e assustadores com populistas como eles e extremistas como comandantes. A atmosfera vai tornar-se pesada com ódio. Nessa altura pode degenerar rapidamente em violência colossal: Temos que sair rapidamente desta trajetória”, alertou.

Entre os outros nomes citados por Zeid, estão Nigel Farage, Marine Le Pen, Viktor Orban, Milos Zeman ou Norbert Hofer. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA