Cessar-fogo na Ucrânia pode não estar a ser respeitado

(Euronews)

Os ministros dos Negócios Estrangeiros francês e alemão estiveram, esta quinta-feira, em Slaviansk, na Ucrânia.

Uma visita que acontece no dia a seguir à Rússia e à Ucrânia terem acordado um novo cessar-fogo, de sete dias, que tem como objetivo dar um novo impulso ao acordo de paz, assinado há 18 meses, em Minsk.

A trégua arrancou às seis da manhã, mas há informação, vinda dos separatistas, de que esta não estará a ser integralmente respeitada. Os moradores confirmam:

“Às seis da manhã eu estava a passear o meu cão, quando faltavam cerca de dez minutos para as sete ouvi, ao longe, sons fortes, distantes. É claro que eu não posso dizer, exatamente, o que era, não sou especialista, mas era um som forte, tenho a certeza que não era o som de pistolas”, adianta um habitante.

“Não me dei conta de um cessar-fogo. Ouvi bombardeamentos a noite toda. E esta manhã também”, diz outro.

Uma moradora afirma: “No dia um de setembro eles também disseram que havia um cessar-fogo, mas continuaram a bombardear”. “Tem esperança que acabe?” – Pergunta-lhe o repórter. Ao que a moradora responde: “Se não tivermos esperança não sei porque continuamos a viver, a esperança é a última a morrer.”

Apesar destes testemunhos, a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa e os militares ucranianos afirmam que houve uma diminuição significativa dos combates desde que foi decretado o cessar-fogo. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA