Bento Kangamba realça existência de projectos sociais em Luanda

Secretário itinerante do comité provincial de Luanda do MPLA, Bento dos Santos “ Kangamba” (Foto: Pedro Parente)

O secretário itinerante do comité provincial de Luanda do MPLA, Bento dos Santos “ Kangamba”, realçou a existência de vários projectos de reabilitação e construção de infra-estruturas em Luanda, no âmbito do Programa Municipal de Desenvolvimento de Luta contra à Pobreza.

Em declarações hoje, quinta-feira, à Angop, o responsável reagia as declarações do líder da coligação CASA-CE, Abel Chivukuvuku segundo as quais as populações da periferia da cidade capital estão voltadas ao abandono e vivem em extrema pobreza.

Bento Kangamba apontou os trabalhos de requalificação, em curso nos municípios do Sambizanga e Cazenga ,onde já foram erguidos edifícios e outros bens púbicos básicos.

Indicou ainda as obras, em curso em Luanda, que visam colocar à disposição dos residentes serviços básicos como iluminação pública, drenagem pluvial, das águas residuais, rede de esgotos, pavimentação, equipamentos de sinalização e segurança, e espaços para estacionamento.

Destacou igualmente a actuação das administrações municipais e distritais, nos pequenos projectos, na busca de uma estratégia para um plano de acção imediato que tornará mais segura e célere a circulação rodoviária, principalmente na periferia da capital angolana.

Apesar das dificuldades financeiras, disse o politico, o Governo Provincial de Luanda (GPL) esta a melhorar as condições de habitabilidade na periferia por forma a equilibrar o seu desenvolvimento com os demais municípios de Luanda.

No entanto, reconheceu que deve existir maior aproximação e interacção entre administração/população na busca de soluções para os problemas locais, principalmente na reabilitação de vias, fornecimento de energia eléctrica, abastecimento de água potável, segurança pública, educação, bem como atendimento médico sanitário.

Membro do Comité Central do MPlA, Bento kangamba apelou aos militantes, amigos e simpatizantes do seu partido a ignorar os “insultos”, porque acima de tudo está o patriotismo, a unidade entre os angolanos, a transparência e o respeito mútuo.

“Devemos transmitir orientações e procedimentos que levem os militantes, simpatizantes e amigos a comportarem-se de forma cívica e democrática diante de cidadãos de outras formações políticas e das instituições democraticamente eleitas”, sublinhou.

Na sua opinião, o programa de governação reflecte os anseios dos angolanos, como a resolução dos problemas sociais das famílias, nomeadamente o combate à pobreza, o aumento de infra-estruturas escolares, estradas e hospitalares.

Bento Kangamba recordou que as prioridades do governo angolano para o quinquénio 2012/2017 continuam assente em “consolidar a paz, reforçar a democracia e preservar a unidade e a coesão nacional”, “garantir os pressupostos básicos necessários ao desenvolvimento”, “melhorar a qualidade de vida dos angolanos” e “elevar a inserção da juventude na vida activa”. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA